como-escrever-um-artigo

Como escrever um artigo com 10 dicas poderosas e eficientes

Uma das grandes dificuldades dos que enfrentam o desafio de criar um blog está em como escrever artigos de qualidade. E uma parte considerável desiste completamente da ideia porque não se acha capaz de publicar textos com frequência e que ainda chamem a atenção do leitor.

De fato, escrever não é uma tarefa simples, vai exigir conhecimento, criatividade, paciência e dedicação. Entretanto, acho que qualquer pessoa é capaz de se expressar textualmente de maneira coesa e coerente, caso tenha foco nesse propósito. Este artigo não se resume a uma abordagem técnica, mas a algumas noções básicas que você deve levar consigo para começar a produzir textos com excelência.

escrever-liberta

Primeiro as 5 Dicas Para Seu Blog Dar Certo

Começar um blog não é uma tarefa fácil, nem tão pouco simples como muita pessoas pensam; gerir um blog não é simplesmente escrever e divulgar nas redes sociais. Ser um bom gestor de conteúdo exige muito mais do que isso.

Além de ter conteúdo relevante seu blog precisa criar parcerias para ganhar credibilidade na blogosfera e muito outros aspectos que o tornarão referencia na web. Mas para alguém que esta iniciando neste meio é muito difícil conseguir captar tantas informações ao mesmo tempo e logo de cara criar um blog de sucesso, pensando nisso criamos este post para lhe oferecer 5 dicas para seu blog dar certo.

Acreditamos que se você está ao passo de criar um blog, ou mesmo e interessado sobre este assunto já se inteirou quanto a necessidade da escolha da URL , questões sobre hospedagem (principalmente para quem deseja profissionalizar seu blog) e outros, portanto neste artigo vamos nos orientar nas dicas referente à gestão de seu blog.

1. SAIBA O QUE VAI ESCREVER

Um ponto importante é saber O QUE ESCREVER.

Suponhamos que você deseja criar um blog sobre moda. Pois bem, moda por si só é um assunto muito amplo e pode criar varias segmentações e vários nichos diferenciados, mas se você escolhe escrever sobre Moda Plus Size, por exemplo, você já restringe seu público e aumenta as chances de atingir acessos de qualidade.

Ao considerar o tema que dará ao seu blog prefira assuntos que você conheça bem, isso facilitará a geração de conteúdo e tomará menor tempo em pesquisa nos casos em que você escreveria sobre um assunto desconhecido.

2. MANTENHA ATUALIZADO

De nada adianta criar um template muito interessante, hospedar seu blog, divulga-lo e atualiza-lo uma vez ao mês, principalmente se você está começando a inclusão de conteúdo no seu blog é fundamental para conseguir espaço na web.

Motive seus visitantes a acessar sua paginas sempre com a inclusão de conteúdos novos e atraentes.

3. PADRONIZE IMAGENS E VÍDEOS

A organização de suas paginas também e importante quando falamos em atrair seu publico, portanto tente padronizar os conteúdos de mídia como imagens e vídeos que inserir em seu conteúdo. Quando estes elementos ganham um padrão, ou seja as imagens sempre com as mesmas dimensões, o vídeos sempre com a mesma largura torna a leitura muito mais agradável para o leitor. Para dimensionar suas imagens leia o artigo que eu fiz sobre banco de imagens.

4. RESPONDA SEUS LEITORES

Não e a toa que seu blog tem um campo para comentários, e este campo não deve ser visto apenas como um espaço para seu publico elogiar ou criticar seu conteúdo. Ele também deve ser visto como uma forma de comunicação com seu usuário, portanto sempre responda TODOS os comentários realizados, sempre respeitando a opinião dada pelo leitor.

5. CRIE

Por último, mas não menos importante, vamos falar da criação de conteúdo. Você pode pensar que isso é óbvio, mas nem para todo mundo. Um blog deve ser veiculador de informações e conteúdo e estes por sua vez devem ser originais, portanto crie e não copie conteúdo.

E perfeitamente aceitável que você de referencie por conteúdos já criados na web, mas use estes conteúdos para inspirar sua criação procurando sempre inserir sua opinião, seu ponto de vista e suas experiências, e isso que fará seu blog ser de fato seu.

Podemos citar inúmeras dicas para criação de um blog de sucesso, mas optamos por citar as cinco acima por serem as mais simples, entretanto também as mais esquecidas ou violadas por muitos blogueiros.

10 dicas para você saber como escrever um artigo poderoso no seu blog

1. Escrever não é um bicho de 7 cabeças

Está claro que um blog necessita de muito conteúdo e criá-lo, para alguns, exige uma energia de 1000 megatons. Às vezes há muitas ideias na cabeça, porém, registrá-las em um conjunto de palavras que faça sentido e que seja atraente é missão quase impossível.

O primeiro aspecto que se deve ter em mente, para ajudá-lo a quebrar essa barreira, é o psicológico. Com o tempo foi criada uma cultura que não privilegia o conhecimento, seja por meio da leitura ou da escrita. E muitos ficaram tão impregnados disso que acreditam que escrever bem é uma espécie de dádiva que só pode ser alcançada por poucos e você vai aprender como escrever um artigo eficiente com o tempo.

Dessa forma, a primeira lição é motivacional: como escrever um artigo de qualidade não é um bicho de 7 cabeças. Qualquer pessoa pode se aperfeiçoar em fazer bons textos, desde que se dedique a isso.

2. Todo bom escritor é primeiramente um bom leitor

O melhor exercício para aprimorar a escrita não é o ato de escrever propriamente dito, e sim a leitura. É por meio dela que se desenvolve a competência lexical, que é a capacidade de apreensão do acervo de palavras. Com o acúmulo de leitura, é possível ter mais bagagem, além de ter uma melhor compreensão sintática do texto.

Tanto é verdade que o próprio Bill Gates, um gênio da informática, disse que seus filhos terão livros antes de computadores porque “sem livros [eles] serão incapazes de escrever, inclusive sua própria história”. Por isso que todo bom escritor é, antes de tudo, um leitor assíduo.

Nesse sentido, recomendo uma leitura ampla, não somente de textos relacionados ao seu nicho, mas de livros sobre literatura, filosofia, política, história, bem como e-books de qualidade, revistas, jornais e também outros blogs pelos quais você tenha afinidade.

3. Você não precisa ser um Rui Barbosa

Por outro lado, para produzir um bom artigo para o seu blog não é necessário ser um ás da língua portuguesa, colocar palavras rebuscadas e entender todos os detalhes da gramática normativa. Um bom artigo precisa ter uma homogeneidade e uma simplicidade que alcance o leitor com perfeição.

Até porque se houver exageros, dependendo do público, pode resultar em uma forte rejeição. Daí, em vez de gerar tráfego, o resultado será adverso. O ideal é não ser piegas demais a ponto de ofender a inteligência do seu visitante nem ser formal ao extremo sob risco de não criar uma sintonia entre o blog e seus leitores.

4. Não se torne escravo das regras gramaticais, seja natural

“Todo blog tem necessidade de que alguém o leia”. Concorda? E você sabia que estamos diante de uma oração subordinada substantiva completiva nominal? Não. Onde sua cabeça estava nas aulas de português? (rsrs) A oração”de que alguém o leia”, complementa um nome (necessidade) é subordinada à outra oração e tem função substantiva na frase. Pronto!

E onde está a importância de saber disso? Eis o cerne da questão: não há importância. Você não precisa ser um mestre em gramática para ser um blogueiro, sua escrita deve ter uma fluidez tamanha que regras gramaticais aprendidas (ou não) nos tempos de escola ou faculdade não ficam em evidência. É a mesma situação de um músico que quando inicia seus estudos passa pela maçante teoria musical e com o tempo toca músicas de ouvido com total naturalidade.

É bom salientar que a gramática é sim muito importante, principalmente nos primeiros anos de estudo, para internalizar muitos conceitos da língua e recorrer a ela constantemente é uma obrigatoriedade, o que quero dizer é que escrever artigos de qualidade não se restringe ao conhecimento técnico da gramática.

5. O dicionário deve ser o melhor amigo do blogueiro

Acredite, qualquer pessoa uma vez ou outra tem dúvidas sobre a escrita de determinada palavra, em especial palavras que não fazem parte do nosso cotidiano. Recentemente, titubeei com a palavra “reivindicar”, apesar de já a ter lido e escrito antes não estava 100% confiante. O que fiz? Recorri ao dicionário e voilá.

O dicionário deve ser o companheiro fiel do blogueiro, escrever artigos sem ele é um sério risco para sua produtividade. Sua função vai além da definição de palavras. Ele é um forte aliado para que se encontre alternativas de vocábulos para que o texto fique mais rico e não peque por má coesão.

Faça os seguinte testes:

1) escreva um artigo, de preferência bem elaborado e não muito curto, releia-o e marque as palavras que você não usa com tanta frequência. Consulte-as no dicionário, se houver alguma palavra que não esteja correta, marque-a e tente usar nos próximos artigos, é uma forma de você retê-la para sempre.

2) leia um artigo qualquer, pode ser em uma revista, jornal ou até mesmo aqui no blog marketing online. Marque as palavras que você não usa ou não conhece o significado, consulte-as no dicionário, garanto que este exercício fará você escrever artigos melhores.

6. Revise o texto ou peça para alguém fazer

Antes de clicar no botão “publicar”, releia o seu artigo, parece um conselho tolo, mas não é. A revisão também é um comprometimento com a língua, com seu blog e com o leitor. Além disso, é um exercício de leitura que vai ajudá-lo a lapidar suas habilidades quando for escrever novamente.

Esse é o momento oportuno para encontrar aqueles erros típicos de digitação, vírgula mal colocada, pontuação inapropriada, ausência de acentos, etc. Um corretor ortográfico pode ser uma ferramenta a se levar em consideração. Caso ainda não esteja seguro o suficiente, experimente compartilhar o que escreveu com alguém de confiança, talvez ele encontre erros que passaram desapercebidos por você.

7. O erro como aprendizado e motivação

No decorrer da ação, os erros irão aparecer, por mais que se tente alcançar a perfeição. O segredo está na frequência e intensidade deles. Deve-se buscar não cometer muitos erros durante a escrita e, se eles aparecerem, que não sejam tão grotescos. A falha pode ser um aprendizado único.

Já tem algum tempo, o Marcos Lemos, do FerramentasBlog, escreveu o artigo Matando seu blog com 7 erros de português, no qual lista alguns erros que ele considera prejudiciais para o desenvolvimento de um bom texto. O Marcos escreve artigos muito bem e este não poderia ser diferente. Nos comentários, uma leitora apontou um erro no texto: a palavra “entonação” estava escrita com “i”. Ele reconheceu o erro, típico de digitação.

O que podemos aprender com esta situação do FerramentasBlog os equívocos estarão sempre presentes, mas é preciso ter humildade para reconhecer e transformar em uma experiência motivadora.

8. As imagens não servem apenas como um enfeite

Toda leitura tem um efeito psicológico diferente, todo leitor pretende ler um livro, uma revista, um jornal, faz uma espécie de preparação para aquele tipo de conteúdo. E no quesito blog, o visitante espera de antemão que o texto mescle todos estes recursos, isto é, que seja informativo, atraente, inteligente e que não “agrida” os olhos.

Por agressão, quero dizer um artigo que não tenha nenhuma imagem. À primeira vista não é algo a se importar, mas pode fazer muita diferença para que o leitor não abandone o barco. Imagens no texto são uma forma de promover um descanso aos olhos e conectá-lo ao significado das palavras, fazendo com que se instigue o visitante a continuar atento ao que você quer dizer.

Nesse caso, é preciso tomar cuidado tanto com a falta quanto com o excesso de imagens. Afinal, o holofote deve estar apontado para as palavras, as imagens são personagens secundárias.

9. Títulos, subtítulos, parágrafos e alinhamento

Um artigo necessita de uma estrutura: títulos e subtítulos. Um texto corrido não é o mais recomendado, pois não permite intervalos para assimilar o conteúdo, esses intervalos são essenciais para encerrar uma ideia e preparar-se para a outra. E uma estrutura bem coordenada propõe um aspecto visual bem mais nítido e panorâmico, outro fator interessante de atração.

Ainda no campo visual, o parágrafo e o alinhamento são dois itens que nem todos os blogueiros privilegiam. Imagine um texto com cinco parágrafos, sendo um com 15 linhas, dois com 3 linhas e dois com 1 linha somente. Mesmo com um conteúdo fantástico, haverá muita rejeição devido à má construção dos parágrafos. Em relação ao alinhamento, mantenha-o sempre justificado. Existem alguns blogs que por descuido ou não comprometimento colocam seus artigos alinhados à esquerda, passando uma má impressão a quem os visita.

Podemos resumir este tópico a uma palavra: uniformidade. Tanto quanto à conexão de ideias, a fotografia do seu artigo não deve ficar depreciada.

10. Escrever: 10% inspiração e 90% transpiração

Muitos citam a inspiração como o principal combustível para escrever. Eu discordo dessa tese. Escrever artigos poderosos está relacionado ao trabalho, ao suor, ao treinamento constante. Ninguém recebe o dom para a escrita e de repente sai a costurar palavras e frases maravilhosas do nada.

Todo bom escritor já escreveu textos medíocres algum dia e foi se superando dia a dia até alcançar um nível de excelência. Da mesma forma se relermos artigos publicados por blogueiros no início de seus blogs poderemos ver a evolução tanto na qualidade textual quanto no aprimoramento da estrutura visual e midiática.

A inspiração pode até existir, mas como uma centelha que inicia o processo, o resto é trabalho, trabalho e trabalho, que inevitavelmente vem acompanhado de cansaço, dissabores, falhas e críticas. No entanto, para quem tem persistência, o resultado final pode ser muito satisfatório e gratificante.

O objetivo da Google é ter o melhor conteúdo mais informativo. Portanto, de isso a eles.

Se você tem conteúdo ruim, não importa quantos backlinks de qualidade você tenha, você vai perder os visitantes e aumentar a sua taxa de rejeição e o Google fica de olho nisso.

Aqui está o motivo

Os visitantes podem chegar até o seu site pelo buscado (SERP) e percebe que o seu conteúdo não vale a pena a leitura e não tem qualidade logo vai fechar a página ou voltar para o buscador e procurar outro artigo imediatamente.

O Sr. Google vai perceber que o seu conteúdo não é bom ou útil para o visitante.

É muito simples, mas muitas pessoas não conseguem seguir esta regra.

Conteúdo de qualidade para o visitante e para o google junto com backlinks de qualidade + SEO.

Passar um caso pessoal estava procurando uma palavra chave de concorrência alta e os sites em primeiro lugar tinha tudo certinho bons conteúdos, backlinks e o SEO perfeito. Partir a procura de uma outra palavra de cauda longa e achei uma perfeita e no Google as primeiras páginas para essa palavra chave tinha artigos com até 1000 palavras e poucos backlinks.

Logo fiz um artigo com 2000 palavras e usei a mesma quantidade de links e pimba passei e fiquei em primeiro lugar. O site que estava na frente tinha uma autoridade maior que o meu site, porém estava com um conteúdo melhor e resolvia o problema do visitante e com isso conquistei mais visitas e o Tio Google me deu um presente com mais visitantes e a primeira posição.

Claro que nesse artigo que ganhou a primeira posição prestei muita atenção alguns detalhes e você pode fazer a mesma coisa: Certifique-se de que a sua palavra-chave aparece no topo, no meio e no final do seu conteúdo. A palavra-chave deve esta no primeiro e último parágrafo. Certifique-se de sua densidade de palavras-chave não seja muito alta aconselho em torno de 1% e usar variações dessa palavra.

  • No mínimo coloque 2/3 imagens no seu conteúdo. Certifique-se que tenha a palavra-chave em pelo menos uma tag ALT. Coloque a palavra-chave no nome da imagem.
  • Coloque um vídeo informativo relacionado em seu post. Você pode criar um você mesmo, ou utilizar qualquer outro do YouTube.
  • Certifique-se que a sua palavra-chave escolhida esta no título principal (Tag H1)
  • Coloque a palavra chave na Tag H2
  • A sua palavra-chave precisa estar na extensão da URL.
  • Coloque a palavra-chave no início do seu título.
  • Coloque a palavra-chave na descrição.
  • Coloque um link de saída para um site de autoridade para um artigo relacionado. Não coloque a sua palavra chave escolhida nesse link de saída.
  • Coloque alguns links internos para outros conteúdos relacionados no seu site e nesse caso coloque as palavras-chave relacionadas.
  • Se quiser e indico o uso do Plugin WordPress SEO By Yoast

Fez um bom artigo, cuidou da parte do SEO (On Page – Off Page), esta indexado no Google agora sim pode começar com os backlinks.

Estes atributos são indispensáveis para todos os blogueiros.

Como escrever um artigo com 10 dicas poderosas e eficientes
5 (100%) 1 vote
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Claudio Gomes

Empreendedor online e offline. Empreendimentos e negócios. Trabalho com Internet Marketing/Negócios Online alguns anos e consegui acumular muitas informações sobre negócios e formas de ganhar dinheiro online. Trabalho com informática e represento uma empresa de perfumaria e cosméticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*