A revolução dos motores de busca - Como sobreviver?

Revolução dos motores de busca

Estamos em um período de testes com as mudanças principalmente no Google e encontramos diversas opiniões diferentes.

Alguns conseguindo tirar e compartilhar insights sobre o revolucionário conceito de Generative Engine Optimization "um novo termo que está circulando". Se o famoso, bom e velho SEO morreu não sabemos 100%, mas o que está claro que precisamos ajustar muitas coisas para a nova forma de busca.

Agora vamos para algumas dicas de profissionais na área de SEO.

Conteúdo
  1. A origem da estratégia GEO e seu impacto
    1. Diversidade de cenários e a necessidade de estratégias específicas
    2. A controvérsia em torno da assinatura de perfil autor no artigo

A origem da estratégia GEO e seu impacto

Estratégia Geo e seu impacto
Estratégia Geo e seu impacto

Gosto muito de acompanhar tudo dos dois mundos White Hat, Black Hat e acompanhar vários grupos no Brasil e fora.

Em uma dessas esbarrei em uma ideia bem interessante chamada de GEO que teve sua origem em um estudo, abrangente (disponível em formato PDF) que explora até nove estratégias para otimizar a posição de um site, em motores como SGE (Google's Generative Experience), Bing Chat e Perplexity. Os resultados são impressionantes e mostram um aumento de até 40% na visibilidade, de acordo com os autores do estudo.

Diversidade de cenários e a necessidade de estratégias específicas

Em meio a cenários diversos, torna-se crucial desenvolver estratégias de SEO adaptadas a cada ambiente. É essencial compreender que o que funciona em um mecanismo de busca generativo e pode não ter o mesmo impacto em outros.

O fim dos cookies desencadeia guerra pelo SEO

Jess, especialista em otimização, compartilhou um modelo fundamental para otimizar a conversão, destacando que, apesar de o conteúdo ser vital, a organização da página desempenha um papel crucial.

Aconselho a leitura: https://www.linkedin.com/posts/jessjoyce_copy-my-tested-seo-cro-framework-to-turn-activity-7142907377506267136-_ZcT/

Marco Giordano oferece uma análise perspicaz dos problemas mais comuns encontrados nas páginas web e propõe soluções práticas para otimizar, contribuindo para uma estratégia de SEO mais eficaz.

Dica de leitura: https://www.linkedin.com/posts/marco-giordano96_seo-activity-7146251140316237824-0m73/

Resumo:

Deterioração de conteúdo: Utilizar dados do GSC e GA4 é crucial para identificar conteúdos que estão perdendo relevância.

Google rescinde contrato com a Appen, mas mantém E-E-A-T como critério de SEO

Falta de planejamento de conteúdo: Um equilíbrio entre intuição e dados, aliado a um plano orientado, melhora a qualidade do site.

Relatórios inconsistentes: Evitar a mistura aleatória de fontes de dados e padronizar métodos de notificação é essencial.

Monitoramento de desempenho: Ferramentas de rastreamento de palavras-chave são fundamentais para proteger o envolvimento de pesquisa. Usar sem saber o que fazer não adianta de nada, estude.

Crescimento lento: Em muitos casos, explorar outros canais para distribuir conteúdo é mais eficaz do que depender exclusivamente de mecanismos de busca.

Seguir cegamente tudo o que é passado pelo Google? Vamos agora entrar nessa batalha de debates nesse período de constantes mudanças.

A controvérsia em torno da assinatura de perfil autor no artigo

Enquanto a ênfase tem sido na conformidade com o conceito E-E-A-T, o Google surpreende ao declarar que a assinatura de autores não afeta diretamente o posicionamento nos rankings. Bem, já encontrei vários debates que fizeram testes isolados e deu um bom resultado, mas é necessário testar e validar na sua serp.

Novas regras do Gmail abalam a imprensa digital

Mas vamos olhar com os olhos do Google o que ele diz: https://twitter.com/searchliaison/status/1744373098432864386

Resumo segundo o Google:

"Não verificamos as credenciais [do autor] para fins de classificação."
"Assinaturas de autores não influenciam a classificação."
"[Biografias de autores] é algo feito para os leitores, não para o Google."

Apesar de não ser um fator de posicionamento direto, a presença da assinatura do autor faz parte dos critérios de qualidade do Google, influenciando indiretamente a avaliação do site.

Ainda encontramos sites bem posicionados em algumas serps sem o perfil autor, mas agora deixo a minha opinião.

Assine seu conteúdo, ofereça informações relevantes e faça isso tanto para os usuários quanto para os (futuros) sistemas de classificação do Google. Afinal, a qualidade continua sendo a chave para o sucesso no mundo dinâmico do SEO.

O Google abandona os cookies! Descubra como sobreviver nesse novo mundo online!

Espero que tenha curtido o conteúdo sobre:
A revolução dos motores de busca - Como sobreviver?
Em NOTÍCIAS RÁPIDAS temos diversos artigos sobre este tema. Recomendo :)

Claudio Gomes

Criei o Blog Marketing Online para falar sobre negócios online e offline. Trabalho com internet marketing e negócios online alguns anos e consegui acumular muitas informações e formas de ganhar dinheiro online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up