Blog corporativo vantagens e desvantagens – Conteúdo – Tráfego – Visita

Você sabe o que é um blog corporativo vantagens e desvantagens desse modelo de negócio? Já falei por que uma empresa deve ter um blog como parte de sua presença na web e alguns pontos que você deve considerar se você decidir ter este blog. Hoje vamos conversar sobre blog corporativo vantagens e desvantagens.

Dica blog corporativo

Agora você deve estar se perguntando: “como eu posso gerar o conteúdo do blog da minha empresa, e o que eu vou escrever no blog? Onde posso obter os temas?” Perfeito, são as perguntas que todos fazem quando criam um blog para empresa, é por isso que, que o artigo de hoje trará algumas dicas sobre como criar conteúdo, e alguns pontos a considerar.

A melhor forma de gerar conteúdo sobre o seu negócio para que tenha visibilidade na Internet é criando um blog profissional.

O blog ajuda as empresas a desenvolverem uma comunicação imediata com os atuais e potenciais clientes, sendo assim uma ferramenta de trabalho extremamente útil e eficaz.

Blog corporativo vantagens e desvantagens

 Vários estudos provam que as empresas que usam o blog como instrumento de trabalho e de comunicação, têm resultados positivos:

dica blog corporativo

Blog Corporativo – Conteúdo para blog corporativo

  • Aumentam o tráfego nos sites em cerca de 55%.
  • Adquirem clientes gerados diretamente através dele.
  • As empresas com blogs empresariais cresceram de 48 % para 65%, entre 2009 e 2011.
  • As empresas tomaram consciência, principalmente nos EUA e Europa, do valor desta ferramenta. 85 % dos utilizadores consideram-no útil e importante e 27% como peça fundamental nos seus negócios.

Defina o seu público

Embora, provavelmente você já tenha definido seus potenciais clientes, que serão baseados no produto ou serviço que você oferece, eles podem muito bem ser segmentados por idade, nacionalidade, nível de escolaridade, entre outros fatores. Lembre-se dependendo do público para qual você escreve, é o tom e o estilo de escrita que você deve usar e que mostrará a perspectiva de quem você é e o seu produto.

Responder todas as perguntas

Uma boa ideia é sempre gerar conteúdo escrito (ou vários posts) que responda a uma pergunta feita por um de seus clientes (ou leitores / clientes potenciais) fez. O ideal também é criar um FAQ para evitar responder a mesma pergunta várias vezes, ou como uma forma de complementar, nunca um substituindo o outro.

Prática de Reblog e Repackage

Se você não sabe o que escrever, uma boa prática é a de ler outros blogs, assim você pode escrever seu próprio conteúdo com base no conteúdo dos outros, sem incorrer em algum tipo de plágio ou roubo de ideias, porque o importante aqui é contribuir com as suas próprias ideias, lembre-se de adicionar valor ao seu cliente. Isto se aplica não só em artigos de outros blogs, mas também outras fontes de informação seja ela física ou eletrônica.

De vez em quando, expressar a sua opinião pessoal

Enquanto o seu blog é corporativo, nunca é demais dar aos seus clientes a sua opinião pessoal sobre algo, mas permanecendo em linha com o seu negócio. Por exemplo, se você tem uma empresa que vende equipamentos eletrônicos, como computadores, e você tem uma visão sobre o “Ultrabook” é uma boa ideia expressá-la no blog da empresa. Isso nos leva ao próximo ponto.

Recorrer a Guest Posts

Se você não tem tempo, ou por algum outro motivo não pode gerar o conteúdo para o seu blog, e não têm os recursos para pagar uma equipe de editores e redatores, você pode usar o que é conhecido como “guest post”, convidar especialistas no assunto relacionado à sua empresa a escrever alguns posts para sua empresa. Você pode se perguntar como pagar a blogueiros convidados, e há várias respostas, mas a melhor maneira de pagá-los é a “exposição” (ajuda tornar-se mais conhecido).

Como? Em primeira instância, assinar o seu nome ou pseudônimo, que inclui um link para o seu blog, página pessoal, ou links para seus perfis de redes sociais.

Brainstorming

Este talvez seja a parte mais criativa e com maior feedback do processo de geração de conteúdo. Reunir diferentes membros de sua equipe na empresa e organizá-los para sessões de brainstorming para gerar conteúdo para o blog. Isso pode ser pessoalmente ou online, ou seja, se eles não podem atender em um tempo e lugar específicos, pode ser organizado através de um grupo no Facebook ou ferramentas de colaboração como o Yammer. Você também pode ter essas sessões com pessoas de fora da empresa, como outros blogueiros ou empresários, e até mesmo sua própria família.

Frequência de Postagem

Em nosso post anterior, conversamos um pouco sobre a frequência de publicação de conteúdo para o seu blog de negócios, como forma de atrair mais tráfego, mencionei que o ideal (e possivelmente irrealista no curto e médio prazo) é entre 16 e 20 mensagens mensais, mas uma média de cinco mensagens por mês seria o suficiente para manter o blog a média, mas no final não há um padrão real, uma fórmula mágica, mas algumas frequências irão ajudar.

Primeiro, lembre-se que de não deixar o blog morrer, atualizá-lo pelo menos uma vez por mês, se você não tem tempo ou os recursos para fazer mais vezes. Se você está ciente que você pode ter um pouco de tempo, tente pelo menos uma vez a cada duas semanas, ou seja, duas vezes por mês, mas, novamente, é ideal iniciar um post por semana. Então você pode ajustar a sua frequência de publicação, tentando aumentá-la sem perder o conteúdo de qualidade. Mas para realmente planejar bem quantas vezes publicar no blog, uma boa ideia é fazer um calendário editorial.

Calendário Editorial

Não é nada além de um planejamento sobre o que você escreve todos os dias, semana ou mês. Ele pode ser formato físico ou eletrônico, como você preferir, uma espécie de viagem em que o planejamento pode ser feito por tópicos semanais, quinzenal ou mensal, de modo que você tenha seus objetivos claros antes de escrever, entre outros. Lembre-se de não ser muito específico neste calendário, o ideal é incluir apenas as ideias principais e os prazos de publicação, para desenvolvê-los. Para este planejamento, você pode usar o brainstorming mencionado acima.

Além disso, o calendário editorial te ajudar a manter o seu conteúdo equilibrado entre o conteúdo que é algo interessante e que tem a ver com o ramo de seu negócio, bem como o conteúdo que “nunca expira”, como tutoriais, dicas e muito mais. Sim, nunca postar apenas por uma questão de postar, tentar ser sempre um conteúdo de qualidade, tome isso como um desafio.

Blog Corporativo – Promovendo o Blog

Uma vez que já temos aspectos chave, agora vamos avançar mais um caminho, posso dizer que já fizemos a parte mais difícil.  Agora, Qual é a próxima? Promova o seu blog de negócios. Embora grande parte do tráfego através mecanismos de busca será obtido com o resultado de um bom trabalho de otimização do conteúdo, ele não será a única forma de se obter leitores para o seu blog, que serão seus clientes potenciais.

Para fazer isso, você pode seguir uma série de passos, tanto na web como no “mundo real”, o que necessariamente não envolvem custos que às vezes podem se tornar inúteis se não forem devidamente tratados ou se aplicados na hora errada, como diferentes tipos de publicidade. Aqui estão algumas dicas para melhor promover o blog da empresa.

Linke o seu blog na página inicial da empresa

Uma boa maneira de se familiarizar com o seu blog, é colocar algum tipo de link na página principal do seu negócio, se você quer algo chamativo, sem ser intrusivo, o melhor seria um banner localizado em algum lugar desta página, é uma forma de mostrar aos potenciais clientes que você está por dentro das novas tendências de relacionamento online.

Se você quiser algo mais simples (ou suas habilidades de edição de imagens não são muito boas), coloque estrategicamente como texto, como chamada à ação, que pode muito bem ser um link para o seu último post, ou “About” como um simples convite para ler o seu blog para que os clientes fiquem conscientes da evolução do seu mercado, etc. Lembre-se que, os leitores do blog podem se tornar potenciais clientes para o seu negócio, e quem são seus clientes e conhecem seu blog, precisam estar atualizados através do blog.

Redes Sociais

Eu já falei um pouco sobre mídias sociais, especificamente sobre os botões para compartilhar as mensagens, se localizado no lado do post (como você pode ver aqui), no início do post, e / ao final do post. Mas isso é apenas um começo, como a estratégia de mídia social deve ir além de permitir que seus leitores compartilhem o seu conteúdo de uma forma rápida e fácil. Recomendamos os seguintes passos para iniciar uma boa estratégia de mídia social que envolve o seu blog e seu negócio, como tal (em posts futuros mergulhar em estratégias em diferentes redes sociais):

  1. Concentre-se nas principais redes sociais: Sabemos que há inúmeras redes, mas isso não significa que você tem que abrir um perfil ou página de sua empresa em cada uma. Inicialmente, é recomendado que você concentre seus esforços em grandes redes como Facebook, Twitter, Linkedin e Google Plus. Mais tarde, você pode considerar redes de menor tráfego ou abordagens diferentes.
  2. Crie perfis relevantes: Tendo perfis ou páginas em redes sociais, não significa que isso vai atrair clientes para o seu negócio ou leitores do blog imediatamente. Sempre tente postar algo sobre estas redes sociais, tais como as mensagens mais recentes do seu blog, fazer algum tipo de pesquisa ou enquete, e outros. Design-wise, nunca é demais fazer um avatar bom, assim como um plano de fundo para a conta do Twitter e uma capa bacana pro Facebook passando alguma informação útil, lembrando que é proibido usar a capa do Facebook para promover a empresa ou pedir que curtam a página, considero um investimento.
  3. Use serviços AutoShare. Eu comentei na seção anterior sobre a promoção de mensagens recentes no blog. Isso não precisa ser manualmente (embora você pode complementar), uma vez que existem diferentes serviços que permitem compartilhar automaticamente seus posts, como Twitterfeed, ou Dlvr.it, que são gratuitos e você pode ver as estatísticas básicas de cliques em links, compartilhamentos e outros. É digno de notar que nenhum serviço AutoShare suporta a publicação automática de Google+, então isso deve ser feito manualmente.

Eventos e Apresentações

Como um empreendedor em qualquer mercado, é ideal participar de eventos relacionados ao mercado, seja como ouvinte ou como um palestrante, em alguns casos (dependendo do evento). Nestes casos, lembre-se sempre de incluir o fim de sua apresentação um link (ou código QR) para o seu blog, e, claro, a sua página inicial e perfis de redes sociais. Se você usar cartões, o mesmo se aplica e inclui os links mencionados neste.

Assinaturas em e-mails

Geralmente, serviços de correio eletrônico (ou aplicativos e programas em smartphones, tablets e PCs) permitem que você use uma assinatura no final de cada e-mail que você enviar, que é adicionado automaticamente. Você já deve ter recebido um e-mail aonde a assinatura era bem diferente do padrão dos e-mails que você envia. Você pode personalizar a assinatura de todos os seus e-mails e até inserir um logotipo, se for o caso. São recursos do próprio programa de envio de e-mails que você configura e pode personalizar suas mensagens a partir de agora e até dar um aspecto mais profissional as suas mensagens.

Para personalizar o seu e-mail recomendo o uso da Ferramenta BrandMymail. O Brand My mail é um serviço que permite criar modelos de e-mail para uso com serviços de Webmail como o Gmail, possibilitando a criação de um modelo de identidade para o seu e-mail. O serviço possui alguns modelos de layout pré-definidos, mas permite você criar o seu modelo personalizado.

Entre em Diretórios de Blog

Assim como existem listas telefônicas que as pessoas e empresas se cadastram (o último por um montante monetário), há diretórios do blog. As diferenças são que, primeiro, os diretórios de blog são encontrados apenas na web, não fisicamente, também, a maioria desses diretórios são gratuitos, por outro lado, muitos diretórios de blogs são tanto uma rede social pequena (como o DihiTT) onde os usuários podem comentar sobre o conteúdo, e “vota-los”, ou seja, escolher se suas mensagens são boas ou más, individualmente, gerenciar uma espécie de ranking (o que não seria um problema com conteúdo de qualidade).

Utilizar agregadores de conteúdo pode dar o sustento inicial de sua relevância e autoridade no nicho que você atua, pois você mantém contato direto com um grande número de pessoas com quem pode compartilhar várias ideias.

ARTIGOS COMO CONVIDADO (GUEST POSTS)

Os Guest Posts são artigos que você publica em outros blogs, como um blogueiro convidado. É uma enorme potência a ser explorada na blogosfera brasileira. Os blogueiros estrangeiros já utilizam a técnica há muito tempo para ganhar dinheiro online.

Para divulgar com eficiência, procure primeiramente um blog com assunto idêntico ou semelhante ao seu e que receba um índice de visitas maior do que o que você recebe. Depois, escreva um texto com assunto que ainda não exista neste blog, com a máxima qualidade possível, e submeta-o para o dono do blog, dizendo por que motivos você quer ter este post publicado por lá. Seja rápido e simples, sem firulas.

Quais são os benefícios do Marketing de Artigos?

  • Prestígio e visibilidade: Publicar bons artigos ou textos especializados durante certo tempo e em diferentes meios joga a favor da nossa marca, aumenta a nossa popularidade e permite que as pessoas saibam da nossa existência ou começar a reconhecer-nos como uma autoridade no nosso nicho. A médio e longo prazo, resultar em novos clientes e mais oportunidades de emprego e serviços nos meios sociais.
  • Mais Visitas: Ao colocar um link do nosso projeto ou blog em um artigo escrito para outro, aumentaremos o número de visitantes ao nosso blog, ganhando leitores fiéis.
  • Link Building: O marketing de artigo é outra grande estratégia para a construção de Link Building. Desta forma, podemos obter links de qualidade e melhorar a nossa posição.
  • Habilidades Pessoais: Escrever para os outros com frequência nos obriga a nos esforçamos e dar uma atenção especial à escrita. Com o tempo, adquirimos experiência necessária para melhorar a nossa escrita e os nossos próprios conteúdos.
  • Bônus track: Coloque palavras-chave (relacionados com o nosso blog) no link de texto âncora que aparece no final do artigo, bem como o corpo do texto.
Todo o tempo que você gasta afastado do blog da empresa vai para o lixo se você não divulgar o seu conteúdo adequadamente. Quando você tem um blog, é necessário promover em todos os meios disponíveis.

Blog Corporativo – Medindo resultados

Depois de ter seguido todos os conselhos (ou a maioria) e os passos acima, você pode se perguntar “e agora?”, “Realmente está tendo resultados positivos o blog da minha empresa?” Ou dúvidas semelhantes. A resposta a essas perguntas certamente é: é hora de medir os resultados de seu blog. Como? Quais são as informações que deve considerar?

Se você possui um site, cada pessoa que visita seu site representa uma parte do seu tráfego na Web. O tráfego da Web cria o total de dados carregado e descarregado entre servidores Web e os visitantes do Web site. Monitorar e analisar o tráfego da Web ajuda a entender o seu público, identificar tendências e determinar a direção para o seu site.

Você pode medir tráfego da Web para suas páginas de diversas maneiras, incluindo visitas, page views e exibições de página única. Visitas é responsável por cada vez que um visitante chega ao seu site. Hoje vou discutir o mais importante a considerar, e que fatores levar em conta.

Medir visitas

Esta é a medida mais geral na web. O número de visitas é refletido no número de pessoas (ou tempos) que, no caso de seu blog de negócios, o conteúdo postado. Embora o número total de visitas seja uma boa maneira de medir o progresso geral do seu blog, o melhor é observar as visitas a artigos individuais, o que permite conhecer e compreender o que o público quer, que conteúdo os leitores preferem.

Mas o número de visitas a cada post não é a única coisa a considerar nesta área, há também outro aspecto que desempenha um papel importante, o tempo de permanência por página, cada usuário por visita. O objetivo de qualquer webmaster é a audiência do seu site, ou seja, aumentar o número de visitas diárias. É assim indispensável dispor de indicadores que permitem, por um lado, medir a evolução do tráfego do seu site, (“medir de audiência”) e, por outro, classificar essa audiência para fornecer um conteúdo sempre mais próximo das expectativas do seu público.

Medir Leads

Primeiro, defino o que o termo significa Lead, que se traduz em parte da definição de Margaret Rouse SearchITChannel :

Um lead, em termos de marketing, é um contato de vendas potencial: a pessoa ou entidade que manifestou interesse em comprar seus produtos ou contratar seus serviços. As ligações são geralmente obtidos a partir de referências de outras pessoas, ou em resposta direta a uma campanha publicitária.

Em uma maneira mais simples, podemos dizer que um Lead é todo cliente potencial declarado. Existem algumas diferenças entre os Leads do marketing tradicional e leads da web, neste caso, um blog de negócios, e a forma como os obtém: em último caso, você conquista os leads através do conteúdo, bom SEOchamadas à ação bem estruturadas e posicionadas, e outras questões que mencionamos em posts recentes (e lembre-se, o conteúdo sempre será o fator decisivo). Você também pode gerar leads através de seu número de assinantes, que é o nosso próximo ponto.

Número de Assinantes

Lembre-se que cada blog deve ter alguma forma de assinar seus posts, isso pode ser através de um feed RSS, para alimentar os leitores, como o Google Reader, ou através de um “boletim“. Há diferentes serviços que podem gerar automaticamente Newsletters, ou seja, diariamente ou semanalmente e-mails enviados a seus leitores, com as mensagens publicadas neste período de tempo em seu blog. Um serviço muito bom que ajuda a automatizar estes processos, tornando configurações mínimas, é o  FeedBurner, que ainda permite que você veja as estatísticas.

Mas por que essas estatísticas são importantes? Os assinantes de um feed ou newsletter, geralmente são ávidos leitores de um blog, então eles decidem se inscrever em qualquer uma destas formas, e se eles se “aborrecem” com o conteúdo, eles podem cancelar a qualquer momento, daí a razão para prestar atenção a esses detalhes.

Backlinks (links para seu blog)

Nós conversamos um pouco sobre linkbuilding, o que implica que outros sites colocaram algum tipo de link (backlink) para o nosso blog, que pode trazer resultados positivos. Para acompanhar os backlinks para o seu blog, uma boa ferramenta é o Google Webmaster Tools.

Links de mídias sociais

O último tipo de link que deve ser cuidadosamente revistos, nestes tempos são os compartilhados em redes sociais, especificamente sobre seus posts. Os links compartilhados em redes sociais representam um segmento comumente obtido em curto prazo de tráfego, isto devido à natureza da maioria das redes sociais: tudo é instantâneo.

Uma vez que tenhamos coletado todos esses dados essenciais, podemos gerar uma estratégia para fazer quaisquer alterações na forma como o conteúdo é gerado, técnicas de SEO e outros.

Revise seus relatórios de tráfego web pelo menos uma vez por semana e agora que você conheceu o motivo para ter um blog corporativo vantagens e desvantagens mão na massa e coloque em prática.

Blog corporativo vantagens e desvantagens – Conteúdo – Tráfego – Visita
5 (100%) 18 votes
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

10 Comentários

  1. Laís Maciel
  2. Klaus Junginger
  3. Ana Karenina
  4. ENDIM MAWESS

Deixe uma resposta