Dicas e estratégias de mídias sociais para micro-empresas

Quando eu li os resultados de uma pesquisa realizada pela Ecommerce School fiquei negativamente surpreso: ainda existem poucas empresas nacionais que investem nas redes sociais como forma de fazer negócios. Hoje vou passar  dicas de mídias sociais para micro-empresas.

As mídias sociais no Brasil, representam um contingente superior a 40 milhões de pessoas e manter-se do lado de fora pode ser uma das causas pela qual muitos empreendedores não recebem clientes como gostariam.

Especialistas afirmam que a falta de conhecimento é uma das principais razões pelas quais micro-empresas acabam fazendo vista grossa e ignorando uma presença ativa no Twitter ou Facebook.

Conteúdo

Mídias sociais para micro-empresas

Dada a importância do tema, resolvi criar esse artigo abordando de forma didática, um rol de assuntos que todo micro-empreendedor precisa saber para iniciar sua jornada nas mídias sociais.

1) Redes sociais são só para grandes empresas #mito

Este mito se tornou comum apenas porque as grandes empresas foram as únicas que reconheceram a potencialidade das mídias sociais como forma de melhorar seus negócios.

Qualquer empresa, de qualquer tamanho, pode e deve investir em uma presença ativa nas redes sociais. As micro-empresas que optam por esta forma de promoção, tendem a usufruir da vantagem inerente ao seu tamanho: operar com baixo custo e estabelecer relacionamentos mais estreitos com seus clientes.

2) Um perfil nas redes sociais é como um site institucional #mito

Um perfil no Facebook ou Twitter é completamente diferente de um site institucional. É bem verdade que as informações básicas sobre o seu trabalho vai ficar disponível nas redes sociais, mas o conceito e totalmente diverso.

Uma presença nas mídias sociais exige interação e conexão constante. Você trabalhará todos os dias com conteúdo dinâmico e não com páginas estáticas.

Sseus clientes não entram na sua página do Facebook, por exemplo, para saber mais sobre a sua empresa, e sim porque esperam encontrar algo relevante para as suas vidas.

3) O objetivo das redes sociais é aumentar meu lucro #mito

Algumas pessoas pensam que a finalidade de tornar-se ativo nas redes sociais é conseguir mais lucro. As coisas não funcionam bem assim.

O lucro é consequência do estabelecimento eficaz de relacionamentos, este sim é o motivo que leva uma empresa a investir nas mídias sociais.

Esperar retorno em vendas e contratações ligado à presença nas redes sociais e em pouco tempo é um erro cometido por muitos empreendedores.

Este é um trabalho duro e a longo prazo. A não ser que você seja um ator, cantor ou jogador de futebol famoso, não vai engajar milhões de fãs e seguidores em poucos dias.

Trabalhar com as redes sociais não é algo exclusivo das grandes empresas, pelo contrário, as redes de relacionamentos são canais democráticos e você pode e deve participar também.

Qual rede social investir?

Antes de tudo, a primeira coisa que você precisa é definir seus objetivos. Suas metas definirão qual a melhor rede social que deve investir tempo e dinheiro.

1) Mídias sociais para micro-empresas para ampliar o seu relacionamento com os clientes

Twitter/Instagram

Na minha opinião o twitter e instagram são as melhores redes de relacionamentos para interagir com clientes.  O sistema é rápido e direto. O monitoramento das conversas pode ser feito de forma simples e fácil.

Facebook

O Facebook não e tão rápido e direto quanto o Twitter, mas isto não impede a possibilidade de se relacionar com os clientes através do seu estilo central e aberto.

Youtube

É um ótimo canal para comunicação direta com clientes. Como sua atividade chave é a criação e produção de vídeos, pode ser uma ferramenta mais complexa, porém nada complicada de usar.

A vantagem do Youtube esta no fato de que é o melhor lugar na internet para administrar sua reputação e controlar as coisas com respostas diretas caso alguma estratégia de marketing dê errado.

Linkedin

Estabelecer relações e interações  com clientes não é o foco grande foco do Linkedin, por isso é considerada uma ferramenta fraca para este objetivo. Todavia, com criatividade é possível engajar clientes com participação ativa nos grupos de discussões e através do Linkedin resposta.

Flickr/Pinterest

O foco destas ferramentas está  no visual, compartilhamento de imagens e pouca interação, por isso não indicamos este tipo de mídia se o seu objetivo for trabalhar em cima do relacionamento e interação com seus clientes.

2) Mídias sociais para micro-empresas com a intenção de aumentar a exposição da marca

Facebook

A maior rede social do mundo têm seu tamanho como diferencial para empresas que querem aumentar a exposição de suas marcas. Todo mundo está conectado no Facebook, e com uma boa estratégia e conteúdo relevante, é possível angariar muitos “likes” em sua página.

Youtube

Quando as pessoas pesquisam por empresas, o Youtube perde somente para o Facebook. Um bom vídeo informativo é capaz de gerar centenas de comentários e compartilhar em outras redes sociais.

Linkedin

O linkedin pode criar uma ótima imagem para sua marca. Conectando todos os funcionários da empresa em torno da sua instituição, você poderá passar a imagem de uma empresa profissional, confiável e sólida.

Flickr/Pinterest/Instagram

Os serviços de compartilhamento de imagens têm crescido nos últimos anos. Associar fotos interessantes ao nome da sua empresa pode te ajudar a melhorar a sua marca na internet.

Twitter

Conseguir uma boa exposição de marca no Twitter exige alguma experiência da empresa nas redes sociais. A característica dinâmica do site faz com que sua empresa tenha de competir com centenas de outras a todo o minuto. Ganhar alguma relevância não é tão fácil.

3) Quero gerar tráfego qualificado para o meu site

Linkedin

Uma das características marcantes do Linkedin é o fato de sua comunidade ser composta por pessoas sinceramente interessadas em conteúdo relevante. Se você oferecer material útil e interessante, tenha certeza de que conseguirá atrair centenas de visitantes de qualidade.

Twitter

Mensagens virais são capazes de gerar centenas de novos visitantes para seu site. Compartilhar uma mensagem com seus seguidores é uma tarefa absurdamente fácil de ser realizada. Se o seu objetivo é alavancar o website da sua empresa, sugiro o Twitter como opção.

Facebook

Mais uma vez o Facebook se destaca pelo tamanho da sua base de usuários. Conteúdo sério e profissional não se destaca tão facilmente nesta rede social, mas se publicados nos grupos certos e compartilhado para as pessoas certas, poderá render um bom tráfego.

Flickr/Pinterest/Instagram

Como já dissemos, estes serviços têm crescido bastante e pode ser interessante explorá-los.

Youtube

Na maioria dos casos, quando uma pessoa assiste um vídeo, ela não acessa o site do autor, no máximo procura por outros vídeos dentro do mesmo canal.

Desta forma no seu vídeo precisa orientar o visitante no que precisa fazer.

4) Quero vender nas redes sociais

Facebook

Sem dúvida a melhor ferramenta para vender nas redes sociais. O grande número de usuários facilita o compartilhamento de informações, e o simples compartilhamento de uma intenção de compra pode engajar dezenas de novos compradores.

Youtube

Apresentar um produto ou serviço em vídeo é uma das melhores formas de converter potenciais compradores. O Youtube é uma ferramenta muito boa para este tipo de estratégia.

Flickr/Pinterest/Instagram

Sim. Existem pessoas que já vendem nestas mídias sociais, inclusive grandes empresas como a Nokia e Netshoes. Especialistas afirmam que a qualidade das imagens são capazes de aumentar as taxas de conversão. Apostar nestes serviços pode ser algo interessante.

Twitter

O Twitter é uma ferramenta muito dinâmica e rápida, embora já existam  lojas virtuais funcionando dentro do microblog, os investimentos para conquistar espaço e vender com sucesso nesta rede pode ser bastante elevado para micro-empresas.

Linkedin

O linkedin pode ajudar a fechar novos negócios e parcerias, mas seu foco não esta em vender produtos e serviços dentro da rede. Por isso não indicamos esta ferramenta para tal.

5) Quero fazer da minha empresa uma comunidade

Facebook

As Fãs Pages podem tornar sua empresa uma verdadeira comunidade na internet com discussões e interação direta entre clientes e empresa. Conquistar fãs é algo imprescindível para qualquer empresa nos dias de hoje e ter uma boa comunidade no Facebook pode render bons negócios.

Youtube

Vídeos geram uma grande quantidade de comentários e interações, por isso indicamos o Youtube como uma boa ferramenta para tornar a sua empresa uma verdadeira comunidade na internet.

Linkedin

Existe um recurso chamado “seguir empresa” no Linkedin. Esta ferramenta permite com que o usuário fique por dentro de todas as novidades de uma determinada empresa. Funciona como um feed no Facebook e pode te ajudar a criar uma interação maior com seus clientes.

Twitter

O Twitter é uma excelente ferramenta para comunicação entre duas pessoas ou para compartilhar com várias pessoas determinada informação. Mas não é muito boa para discussões em grupos. Assim, seu potencial para transformar uma empresa em uma comunidade é limitado.

Flickr/Pinterest/Instagram

O Flickr não serve para este propósito e o Pinterest, embora interessante, precisa tornar-se uma realidade no país para então, poder ser explorado de uma forma mais interessante. O instagram é muito interessante para gerar vendas.

Planejamento

1) Defina o seu público alvo

Antes de começar a investir nas mídias sociais, o empreendedor precisa romper com certos dogmas. Um deles, e talvez o mais importante, é o fato de que nas redes sociais a publicidade de divulgação em massa será substituída por uma abordagem mais direcionada.

Significa dizer que antes de tudo, você precisa definir qual público alvo que deseja atingir, uma etapa importante  que muitas micro-empresas acabam negligenciando quando pretendem entrar no mundo das redes sociais.

a) São pessoas físicas?

  • Qual a faixa etária?
  • São homens ou mulheres?
  • Têm famílias grandes ou pequenas?
  • Em que trabalham?
  • Quanto ganham?
  • Qual a sua escolaridade?
  • Onde moram?
  • Acessam a internet com que frequência?

b) São pessoas jurídicas?

  • Em que ramo atuam?
  • Que tipos de produtos ou serviços oferecem?
  • Quantos empregados possuem?
  • Há quanto tempo estão no mercado?
  • Eles também estão nas rede sociais?
  • Possuem uma boa imagem no mercado?

c) O que levam estas pessoas a acessarem as redes sociais?

  • Descontos, promoções e busca por melhores preços
  • Conseguir mais informações sobre as suas marcas favoritas
  • Conteúdo relevante sobre algum assunto que gostam?

Para responder a estas perguntas, faça uma analise do seu contexto social. Realize pesquisas e invista algum tempo nesta atividade.

A empresa deve conhecer bem o tipo de usuário de cada rede antes de começar qualquer tipo de ação. Ao traçar o perfil do seu público alvo, você poderá desempenhar as próximas ações com maior eficiência além de saber exatamente que tipo de conteúdo produzir e que tipo de interação incentivar.

2) Política da empresa

Muitas vezes, a vontade de operar nas redes sociais não é o suficiente. É preciso Realizar um diagnóstico da situação atual da empresa.

  • Qual a política das normas de acesso a internet?
  • Os empregados possuem acesso livre acesso as contas de e-mails?
  • Os funcionários podem acessar as redes sociais durante o expediente?

Se a sua política empresarial cria algum obstáculo as atividades essenciais do marketing nas redes sociais poderá prejudicar, sugiro que reúna-se com os responsáveis e promova algumas mudanças.

Suas ações nas mídias sociais devem ocorrer de forma fluente, sem interrupções ou aborrecimentos.

3) Aparato técnico

Teoricamente, trabalhar nas redes sociais exige tão somente um computador com acesso a internet. Todavia, na prática, para uma gestão profissional das mídias sociais, o micro empreendedor precisa contar com um aparato técnico mais completo. Se você pretende produzir conteúdo em vídeo, por exemplo, deverá analisar se conta com todos os equipamentos necessários: câmeras, placas de vídeo e captura, e um computador estável.

Certifique-se de que a velocidade da sua internet não será nenhum obstáculo nos momentos em que você obrigatoriamente precisará ficar online. Não será de bom tom se sua empresa ficar off no meio de uma discussão direta com seus clientes.

O futuro é móvel, por isso,  é  interessante contar com Tablets e outros dispositivos portáteis com acesso a internet, nunca se sabe quando poderá ser necessário interagir fora do ambiente de trabalho.

4) Preparando-se para o conteúdo

Se você decidiu explorar as mídias sociais como forma de alavancar seus negócios, é provável que já possua um objetivo em mente. Escolher a rede social mais adequada para seus objetivos é uma parte importante do planejamento.

Mas não basta apenas se cadastrar em uma rede social e esperar  que ela se atualize sozinha. Conteúdo é o fator mais importante para determinar o sucesso ou fracasso de uma marca nas mídias sociais.

Caso você tenha traçado o perfil do seu público alvo corretamente, já possui uma noção de que tipo de conteúdo produzir. Nos próximos artigos desta série, vamos abordar a rotina de criação de conteúdo mais profundamente, por hora, concentre-se no planejamento prévio que inclui determinar o tipo de conteúdo a ser produzido e a frequência de atualização das suas mídias sociais.

As perguntas a serem respondidas:

  • Que tipo de conteúdo vou produzir?
  • Com que frequência disponibilizarei novos conteúdos para o meu público alvo?

5) Familiarize-se com as redes sociais

Por último, tenho um exercício simples para você: familiarize-se com as redes sociais.

Faça uma lista de páginas e perfis empresariais e visite cada uma delas, interaja e faça anotações acerca do conteúdo e outras questões que julgar importante.

Lembre-se de que um perfil empresarial é totalmente diferente de um perfil pessoal. Recomendamos que realize este exercício mesmo que  seja ativo nas redes.

Após esta atividade, você estará mais familiarizado com o processo de criação de conteúdo e terá mais autoridade para lidar com a situação.

Como saber se estou tendo sucesso com marketing nas redes sociais?

Uma vez iniciada uma campanha de marketing nas redes sociais, sempre surge a dúvida quais são os principais indicadores para mensurar o sucesso ou fracasso da sua empresa.

Engajamento

Engajamento é definido pela forma como uma marca e consumidor se conectam e interagem dentro da sua rede social.

É importante destacar que o engajamento é diferente da mera participação, pois é perfeitamente possível que haja participação e não haja engajamento.

Por exemplo, basta pensar em um debate, aonde há pessoas engajadas, que participam ativamente, e também os meros ouvintes, que são os participantes.

Nas redes sociais ocorre um fenômeno semelhante. Você pode ter uma fã page com mil fãs participantes, mas apenas uma centena de pessoas realmente engajadas com a sua causa;  ou ainda contar com um grande número de seguidores no Twitter, aonde destes, poucos são os que interagem ou replicam seu conteúdo.

Mensurar este nível de participação, é um dos principais pontos para saber se está conseguindo ter  sucesso nas redes sociais.

Quantidade de novos usuários

Existe um velho ditado que diz mais ou menos o seguinte: “se você não está crescendo, é porque está morrendo.”

As redes sociais não fogem deste principio.  É preciso estar crescendo constantemente, seja em número de usuários, em número de publicações, etc.

Se você notou que seu canal nas mídias sociais têm se mantido estagnado, é hora de rever suas estratégias e pensar nos motivos que impedem o crescimento.

Muitas vezes, o empreendedor não investe em divulgação como deveria ou ainda se abstêm de publicar conteúdo diariamente, o que pode diminuir drasticamente o alcance da sua marca.

Compartilhamento de Conteúdo

Nas redes sociais, o “conteúdo é rei”.  As pessoas que te seguem ou que compartilha sua marca no facebook através até mesmo da opção curtir, esperam algo em troca, elas não o fazem tão somente por gostar da sua empresa.

O usuário quer conteúdo, ele quer algo que solucione um problema, possibilite uma economia ou ainda que seja para se divertir.

Quando você consegue suprir alguma destas necessidades, o próprio cliente se encarrega de compartilhar seu conteúdo com amigos e contatos, gerando um buzz orgânico  e aumentando o alcance da sua marca.

Se você recebe poucos compartilhamentos, comentários, etc – é sinal de que seu conteúdo não têm ido de encontro ao gosto dos clientes, o que coloca em risco o seu sucesso nas redes sociais.

Você precisa descobrir qual conteúdo agrada mais, para isso, a melhor solução é apostar em diferentes formatos de publicações e então mensurar os resultados de cada campanha para assim definir a mais adequada ao seu público.

Volume de feedback gerado pelos clientes

As mídias sociais representam hoje, uma ótima oportunidade para estreitar o relacionamento da sua empresa com clientes, e os consumidores sabem disso.

Eles querem e podem ajudar sua empresa a melhorar os produtos e serviços que oferecem, basta você dar voz ativa ao seu público-alvo.

Se o volume de feedback gerado pelos clientes for constantemente baixo ou inexistente, você têm um problema de relacionamento e comunicação.

Experimente abrir enquetes, fóruns e debates acerca dos seus produtos e serviços. Não tenha medo do debate, leia o que os clientes da LEGO fizeram pela empresa, e descubra como a sua também pode se beneficiar de um relacionamento mais próximo com os clientes.

Seu site está recebendo mais tráfego das redes sociais

Uma das melhores formas de mensurar o sucesso nas redes sociais, é através da análise da quantidade de tráfego que um site recebe proveniente do Facebook, Twitter, etc.

Se o seu conteúdo é bom, ele será compartilhado e consequentemente, a sua marca e website também terão alcance maior.

Concluindo…

Várias são as formas de mensurar o sucesso de uma marca nas redes sociais:

  • Engajamento dos clientes
  • Crescimento constante
  • Compartilhamento do conteúdo
  • Volume de feedback gerado pelo usuário
  • Maior tráfego oriundo das redes sociais

Agora que você aprendeu como usar as mídias sociais para micro-empresas coloque em prática e acompanhe o crescimento das redes sociais.

Dicas e estratégias de mídias sociais para micro-empresas
5 (100%) 3 votes
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta

Digite abaixo a numeração *