Zuckerberg investe pesado em vídeos curtos para reconquistar os jovens do TikTok

Zuckerberg Facebook

A batalha pela atenção entre Facebook e TikTok está atingindo em cheio o universo da mídia digital, especialmente com a "tiktokização" do feed de notícias de Mark Zuckerberg. O claro movimento em direção a vídeos curtos não apenas remodela a experiência dos usuários, mas também pode ter implicações significativas no tráfego das plataformas de notícias online.

Conteúdo
  1. Zuckerberg investe pesado inclusive nos jovens para sua plataforma
    1. Concorrência boa para quem?

Zuckerberg investe pesado inclusive nos jovens para sua plataforma

Rede Social TikTok
Rede Social TikTok

Quando os resultados da META apontaram para uma recessão técnica, Mark Zuckerberg acionou um novo plano estratégico. Sua visão não se limita apenas à monetização de canais como Messenger, WhatsApp e Instagram ou à criação de algoritmos de recomendação, ela também abraça a tendência do TikTok, integrando vídeos curtos ao Feed de Notícias do Facebook.

O boom dos vídeos do YouTube na TV de casa

Essa mudança não é apenas mais um prego no caixão do tráfego de referências do Facebook; é uma transformação que afeta diretamente as métricas da imprensa digital, assim como a descontinuação do Instant Articles.

Os números já refletem essa mudança. Os Reels, vídeos curtos do Facebook e Instagram, já registraram mais de 140 bilhões de visualizações diárias, um aumento de 50% em poucos meses. Mark Zuckerberg destaca que estão ganhando terreno contra concorrentes como o TikTok.

Google Discover vs Pinterest: Qual governará seu mundo online?

A disputa por atenção entre META e Bytedance coloca a empresa-mãe do TikTok em terceiro lugar no ranking de minutos consumidos por mês, em alguns países, conforme dados da Comscore.

Concorrência boa para quem?

As consequências para a imprensa digital ainda são incertas, mas há indícios de uma nova mudança de algoritmo em teste no Facebook. Isso pode significar menos espaço no feed para notícias, resultando em menos tráfego proveniente das redes sociais.

Buffer - Facebook no automático Gerando Renda

A discussão interna nas empresas de tecnologia, incluindo o Facebook, envolve o dilema de se desconectar das notícias devido a questões legais e a necessidade contínua de conteúdo diversificado para treinar algoritmos.

A mudança de foco do algoritmo do Facebook, agora inspirado no TikTok, pode desconectar ainda mais os usuários de seus círculos sociais tradicionais. Enquanto o TikTok utiliza uma inteligência artificial global para manter os usuários envolvidos, o Facebook pode seguir a mesma abordagem, expandindo seu alcance global.

Use YouTube para atrair tráfego para seu site - [Dicas reveladas]

No entanto, há desafios. O TikTok não direciona tráfego de volta aos sites dos editores, uma questão que preocupa a mídia. A vantagem competitiva dessa expansão de alcance pode ser contrabalanceada pela falta de redirecionamento de tráfego para os sites de notícias.

Numa reviravolta surpreendente, Mark Zuckerberg segura as rédeas novamente, liderando o Facebook na direção da tiktokização. A mídia, por sua vez, assiste a essa metamorfose, enquanto o algoritmo do TikTok se torna a nova inspiração para a gigante das redes sociais.

Espero que tenha curtido o conteúdo sobre:
Zuckerberg investe pesado em vídeos curtos para reconquistar os jovens do TikTok
Em MÍDIA SOCIAL temos diversos artigos sobre este tema. Recomendo :)

Claudio Gomes

Criei o Blog Marketing Online para falar sobre negócios online e offline. Trabalho com internet marketing e negócios online alguns anos e consegui acumular muitas informações e formas de ganhar dinheiro online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up