Como contratar um redator freelancer para blogs – Guia Completo

Á medida que nosso negócio cresce, vamos tendo mais e mais questões a resolver. Tratar de uma centena de artigos se torna uma tarefa difícil com o passar do tempo. A melhor solução é contratar um redator freelancer para blogs para escrever alguns artigos para você.

Vai te liberar tempo, vai fazer seu trabalho render e vai gerar conteúdo de qualidade.

E a boa notícia é que é mais fácil do que parece. Os redatores estão disponíveis a um valor acessível, apenas esperando para serem contratados. Vamos a um guia para facilitar seus planos para contratar um redator freelancer para blogs.

Quanto paga por um redator freelancer para blogs

Como esse é geralmente o principal gerador de dúvidas, vamos começar pelo valor de um artigo. Na verdade, você pode contratar no preço que puder. Sejam Cinco Reais, Dez Reais ou Vinte Reais. Você pode pensar que a isso vai afetar qualidade e o tamanho do texto. Mas dois outros fatores são mais importantes para formatar o valor do texto, que são quantidade de palavras e pesquisa.

Quanto mais tempo de pesquisa, mais caro fica o artigo. Se o assunto tiver que contar com fontes muito específicas, vai exigir total concentração do redator. Assuntos ligados á ciência e política, por exemplo, geram controvérsias o tempo todo. Tentar economizar demais pode refletir em perda de qualidade no seu artigo.

Quanto mais palavras, mais tempo para escrever o artigo. Um artigo de 1.500 palavras, bem feito e estruturado, pode levar pelo menos três horas para ser pesquisado, escrito, revisado e finalizado. Não são todos os redatores que conseguem escrever longos artigos em pouco tempo. E o tempo é a principal moeda do empreendedor digital. Exigir prazos muito curtos pode prejudicar a qualidade.

COMO SABER SOBRE A QUALIDADE DO REDATOR

No processo de seleção de um redator freelancer para blogs, pergunte se ele sabe bem do assunto que você está pedindo. Alguns redatores vão te recusar por causa disso, pois escrevem só sobre determinados assuntos.

Um exemplo: Se um redator tem foco em esportes e em música, pode recusar um artigo sobre política. E ele está certo, pois assim preserva os dois lados. Mas sempre pode pedir por indicações.

Quando um redator se dispõe a escrever, basta pedir o portfólio com alguns artigos que ele já escreveu. É prática comum a chamada “refação”, que nada mais é que voltar o artigo para o redator e pedir mudanças.

Geralmente já está garantida uma refação inclusa, e as demais cobradas a parte. Se você acha que vai precisar de mais de uma refação, diga isso no momento da contratação, para ficar tudo certo desde o início.

Também vale ler o blog pessoal ou outros em que ele colabora. Pode se surpreender com o que acha. Certa vez eu estava em um blog de uma menina que se denominava redatora. Estava lendo um tutorial, com muitos erros de português.

De uma parte em diante as frases estavam todas corretas. Eu estava pesquisando sobre uma empresa, e abri o site da própria empresa e encontrei o que queria, mas percebi que aquele era o texto que tinha acabado de ler no outro blog.

Simplesmente ela copiou o texto, pôs algumas palavras a mais e não revisou o próprio texto. (P.S. Realmente eu não me lembro quem era)

redator-freelancer-para-blogs

COMO MELHORAR OS ARTIGOS QUE CONTRATO

Você é responsável por 50% do trabalho do seu redator. Cada redator tem um número de clientes que atende por dia, e um número limitado de artigos para criar. Por isso os clientes que sempre dão informações confusas são afetados.

Mas você pode melhorar a qualidade e o relacionamento com seu redator com um bom Briefing.

Para isso, você tem que ter em mente o seguinte:

  • Tipo do artigo
  • Pauta
  • Número de palavras
  • Palavra-chave de destaque
  • Tempo

TIPO DO ARTIGO

  • Noticioso: Esse tipo tem cunho informativo, servindo para informar de algum fato. As fontes geralmente são a imprensa especializada ou assessorias de imprensa. Se já tem um redator com acesso a essas informações, a criação deste artigo fica muito mais rápida. As assessorias filtram seus contatos, visando pela qualidade, e novatos as vezes não são tão bem recebidos;
  • Landing Page: Artigo super otimizado para vender algum produto próprio ou de afiliado. Explica tudo do produto faz, das dores e das soluções oferecidas, com todos os detalhes. Nesse tipo, basta apenas por o link de compra no final do artigo e pronto.
  • Tutorial: Um passo-a-passo, listas diversas ou mapas mentais. Acredito que seja o pedido mais comum, pois precisa de uma pesquisa bem feita, e redatores preparados para isso são sempre os melhores na criação desses conteúdos.
  • Série: Nada mais que um artigo muito grande, dividido em vários menores. Um artigo que fala sobre as seleções da Copa é muito grande. Pode ser dividido em 6 partes, por exemplo, sendo cada um para um continente;
  • Link Bait: Esse artigo tem a função de criar uma grande polêmica em cima de qualquer assunto. Sua função é criar ira nas pessoas e fazer com que elas compartilhem nas redes sociais e criem links apontando para esse artigo. Exemplos são artigos falando mal de políticos, artigos que expõem algum tipo de escândalo de famosos, fotos que ninguém mais tem. Como esse é um tipo muito específico de artigo, precisa contar com uma série de fatores, o valor pode ser bem mais alto;

PAUTA

Definido o tipo de artigo que você quer, hora de definir sobre o que você quer escrito. Aqui é que o trabalho emperra ás vezes. Você deve detalhar bem o que quer escrito, definindo os limites do assunto. É assim que um redator define o foco do artigo.

Para criar uma boa pauta, pense no que você procuraria para falar do assunto, em tudo aquilo que você iria procurar. Escreva isso e envie para seu redator.

Mais detalhes vão impedir que seu redator acabe viajando na ideia, buscando informações desnecessárias, ou enchendo o artigo com informações pouco importantes para o seu leitor. Saiba que ele vai usar isso como a principal referência, mas nem sempre como a regra.

Algumas coisas podem ficar de fora, pois podem não fazer sentido dentro daquele artigo. Outras podem ser acrescentadas. Não se esqueça de tratar desse ponto, sobre inclusão de assuntos. Qualquer coisa peça para refazer.

NUMERO DE PALAVRAS

Dentro de um determinado formato, você pode pedir por mais palavras ou por menos. Lembre-se do que eu disse sobre o valor do artigo. Os formatos que mais tem palavras tendem a ser mais bem escritos, pois tem mais espaço para tratar do assunto. Os tutoriais são o melhor exemplo.

Quanto maiores e mais detalhados eles são, melhor são vistos e mais compartilhados também. O mesmo vale para seu artigo.

PALAVRA-CHAVE DE DESTAQUE

Se seu artigo está sendo otimizado para campanhas de Adsense, por exemplo, usar uma determinada palavra chave é fundamental. E ás vezes até em um artigo de afiliado você quer que a pessoa fique ciente de um determinado termo. Ou então o contrário. Se quiser evitar algum termo, avise também. Não é um ponto central para seus artigos, mas sempre vale lembrar.

TEMPO

Deixe claro em quanto tempo você quer o artigo pronto. Quanto mais rápido, mais caro. Geralmente um prazo de sete dias é suficiente. Lembre-se que pode receber um pouco antes do prazo. E já fique com o prazo da refação em mente junto do prazo de entrega.

Se está planejando alguma coisa para exatamente sete dias, diminua o tempo de entrega para três dias e de refação para três também. Se quiser o prazo de sete dias de criação, adicione mais sete para refação. Isso vai criar um condicionamento para publicação do conteúdo dos redatores.

A medida do tempo você vai se acostumando com seus redatores, eles se acostumam com você. Vai criando e mantendo uma lista fixa em que você confia e que eles confiam em você. Vai criando ritmo com eles, e pode tentar negociar algumas coisas com eles.

MONTANDO UMA EQUIPE DE REDATORES

Depois de alguns meses de trabalho, você pode, por exemplo, criar um contrato com seu redator ou redatores. Por exemplo, combinar um determinado número de artigos por um preço fixo no fim do mês. Uma das vantagens é que passará a, saber quanto investir por mês exatamente.

Outra vantagem é negociar uma flexibilização dos valores ou dos termos do contrato. Por exemplo, se você contrata 7 artigos a 20 reais cada, pode negociar 10 artigos a 15 cada, com pagamentos e prazos fixos. Ou então um aumento do número de refações, por segurança. Cessão de acesso ao seu blog. Isso pode ou não ser aceito pelos redatores e cabe negociação.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Lembre-se que você está lidando com um ser humano, que acorda com dor de cabeça ás vezes, que pode atrasar um prazo, e que você não é o patrão dessa pessoa. Por isso, paciência, profissionalismo e respeito são as regras básicas e agora que aprendeu procure o seu redator freelancer para blogs.

Como contratar um redator freelancer para blogs – Guia Completo
5 (100%) 1 vote
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

8 Comentários

  1. Luiz Costa fevereiro 22, 2017
    • Claudio Gomes fevereiro 22, 2017
  2. Marcos paulo Seguros março 1, 2017
  3. Barbara maio 13, 2017
    • Claudio Gomes maio 13, 2017
  4. Tiago Dantas agosto 23, 2017
    • Claudio Gomes agosto 23, 2017

Deixe uma resposta

Digite abaixo a numeração *