O que fazer com conteúdo antigo?

O que fazer com conteúdo antigo

O que fazer com conteúdo antigo? Renovar ou apagar? Já avisando esse é um assunto bem divergente e muitos são a favor e outros contra.

O mundo digital está em constante evolução, e com isso, a vida útil do conteúdo na web tem se tornado cada vez mais curta. No entanto, o podcast do Google trouxe à tona uma discussão valiosa sobre como lidar com a decadência de conteúdo. Mesmo que as ideias apresentadas não sejam surpreendentes, elas são práticas e aplicáveis.

Conteúdo
  1. O que fazer com conteúdo antigo?
  2. Criar novos conteúdos é a solução?
  3. Como revitalizar conteúdo antigo?
  4. O valor do conteúdo antigo
    1. Estudos de caso e opiniões de especialistas
  5. Perguntas Frequentes
    1. Apagar conteúdo antigo afeta meu SEO?
    2. Qual é a melhor maneira de lidar com conteúdo irrelevante?
    3. O que é 'content pruning'?
    4. Apagar conteúdo pode causar erros 404?

O que fazer com conteúdo antigo?

No mundo digital em constante mutação, a questão do que fazer com conteúdo antigo paira como um fantasma, dividindo opiniões e gerando debates acalorados. De um lado, os defensores da era do novo clamam pela extermínio implacável de qualquer material antigo.

A decadência de conteúdo ocorre quando artigos, postagens de blog, vídeos ou qualquer outro tipo de conteúdo digital começam a perder tráfego e engajamento ao longo do tempo. Isso pode ser devido a várias razões, incluindo mudanças nos algoritmos de busca, o surgimento de novos conteúdos mais relevantes ou até mesmo a evolução das preferências do público.

A principal razão pela qual o conteúdo perde relevância é a constante atualização dos algoritmos dos motores de busca. O Google, por exemplo, prioriza conteúdos novos, relevantes e informativos (atualizados), o que pode fazer com que conteúdos antigos "perca" as posições. Além disso, o avanço tecnológico e a mudança nos interesses do público também desempenham um papel crucial.

Você está desperdiçando dinheiro com marketing digital?

Indico a leitura: Google revoluciona pesquisas com IA: Adeus ao SEO tradicional?

Já vi alguns colegas testando e removendo conteúdo antigo e tendo bons resultados e outros lamentando ter apagado. E qual seria o certo? Bem já aviso você precisa decidir o que é melhor para o seu projeto ou cliente.

Criar novos conteúdos é a solução?

A turma do "novinho em folha" argumenta que o conteúdo antigo é, por definição, irrelevante e ultrapassado. Afirmam que manter esse material online é como acumular poeira em um museu virtual, impedindo o progresso e a inovação.

Para esses radicais, a deleção em massa é a única solução. Eles defendem que páginas antigas devem ser sacrificadas no altar do SEO, dando lugar a conteúdos frescos e otimizados para os algoritmos implacáveis dos mecanismos de busca.

Outra opção é arquivar conteúdos antigos. Isso mantém o conteúdo acessível sem interferir na navegação principal do site. Os usuários que buscam informações históricas ou específicas ainda poderão encontrá-las, e o site não perderá sua profundidade de conteúdo.

Marketing de conteúdo interativo funciona? Veja as nossas dicas

Como revitalizar conteúdo antigo?

  1. Atualização de informação
    Atualizar conteúdos antigos é uma das formas mais eficazes de combater a decadência de conteúdo. Isso pode incluir adicionar novas informações, corrigir dados desatualizados e incorporar as últimas tendências do setor.
  2. Otimização de palavras-chave
    Revisitar as palavras-chave utilizadas no conteúdo original e ajustá-las para refletir as tendências atuais de busca pode ajudar a melhorar a classificação nos motores de busca. Ferramentas como Google Trends são úteis para identificar novas palavras-chave relevantes.
  3. Melhoria na experiência do usuário
    A experiência do usuário é fundamental para manter o engajamento. Certifique-se de que o conteúdo é fácil de ler, com uma estrutura clara e elementos visuais atraentes. Isso inclui melhorar a legibilidade, adicionar imagens, vídeos e infográficos.

O valor do conteúdo antigo

Conteúdos antigos não são necessariamente ruins. Eles oferecem uma perspectiva histórica e continuidade que pode ser valiosa para o público. Além disso, conteúdos com profundidade e bem pesquisados tendem a ser atemporais.

Conteúdos antigos podem ajudar a construir autoridade e confiança ao longo do tempo. Um artigo bem escrito e informativo que permanece relevante pode continuar a atrair tráfego e ser uma fonte confiável de informação para os leitores.

  • Baixo número de comentários, compartilhamentos e curtidas também podem ser sinais de que seu conteúdo não está mais conquistando seu público.
  • Com o tempo, as informações podem se tornar desatualizadas, o que torna seu conteúdo menos útil para os usuários.
  • A ausência de comentários indica que seu conteúdo não está gerando interesse ou debate, o que pode ser um problema.

Não apague antes de verificar se o conteúdo ainda é útil e se tem backlinks.

Estudos de caso e opiniões de especialistas

Neil Patel, renomado especialista em marketing digital, afirma que "revitalizar conteúdos antigos pode ser tão eficaz quanto criar novos. Ao atualizar informações e melhorar a otimização para SEO, é possível recuperar e até aumentar o tráfego orgânico."

Rand Fishkin, fundador da Moz, destaca a importância de "analisar o desempenho dos conteúdos antigos para identificar quais tópicos ainda ressoam com o público. Isso permite ajustes precisos e a reutilização de conteúdos que ainda têm potencial."

Alerta: Crescente onda de abusos de DMCA prejudicando vários sites

Brian Dean, criador do Backlinko, sugere que "a técnica de 'Skyscraper' pode ser aplicada em conteúdos antigos. Isso envolve pegar um conteúdo existente e transformá-lo em uma versão mais abrangente e atualizada, superando a concorrência."

Manter e atualizar conteúdos antigos é uma abordagem sustentável. Economiza tempo e recursos em comparação com a criação constante de novos conteúdos do zero.

Apagar cegamente todo conteúdo antigo é um erro, assim como acumulá-lo sem critério pode ser prejudicial. A chave está em encontrar um equilíbrio, ponderando os prós e contras de cada caso. Não existe uma resposta única e universal, pois cada caso é único.

Qual é a sua opinião sobre esse assunto? Apagar ou renovar o conteúdo?

Perguntas Frequentes

Apagar conteúdo antigo afeta meu SEO?

Sim, apagar conteúdo antigo pode afetar negativamente seu SEO, especialmente se esses conteúdos possuem backlinks e ainda atraem tráfego orgânico.

Como otimizar o seu negócio para a busca local e marketing social

Qual é a melhor maneira de lidar com conteúdo irrelevante?

Considere atualizar, consolidar ou arquivar conteúdo irrelevante em vez de apagá-lo. Redirecionamentos também são uma boa prática para manter a autoridade.

O que é 'content pruning'?

'Content pruning' é a prática de melhorar e consolidar conteúdos antigos para manter sua relevância, em vez de simplesmente apagá-los.

Apagar conteúdo pode causar erros 404?

Sim, apagar conteúdo sem redirecionamento adequado pode causar erros 404, resultando em uma experiência negativa para o usuário e potencial perda de tráfego.

Espero que tenha curtido o conteúdo sobre:
O que fazer com conteúdo antigo?
Em DICAS BLOGS temos diversos artigos sobre este tema. Recomendo :)

Claudio Gomes

Criei o Blog Marketing Online para falar sobre negócios online e offline. Trabalho com internet marketing e negócios online alguns anos e consegui acumular muitas informações e formas de ganhar dinheiro online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Go up