Sites de moda – Erros comuns de usabilidade

0

Nos departamentos de estilo das indústrias de moda a galera já está trabalhando na próxima coleção, agora estão com a mão na massa para o alto verão e planejando o próximo inverno, porém, esse é o tempo de ação da indústria, mas não o do consumidor final que vai à loja comprar a sua roupa de marca parcelada em 12x, eles ainda estão pensando no que vão comprar.

Infelizmente no ano de 2020 e 2021 foi totalmente fora da curva com a pandemia. Encontramos vários comércios fechados e sites abandonados.

Estou dizendo isso porque a internet segue o tempo do consumidor, por isso ainda não estamos vendo sites de moda com temas do próximo verão, pois dependem da tendência mesmo depois das semanas de moda no Brasil. Nesse texto eu quero levá-los a uma reflexão sobre estratégias e mal uso de uma ferramenta tão importante na comunicação de uma marca, o site.

Erros comuns em sites de moda

Não me entendam mal, minhas opiniões não estão baseadas em preferências pessoais, muito menos em estilo, sou consultor de marketing digital e dou consultoria na área de SEO para diversos clientes, otimização de sites (SEO), usabilidade, e-branding (posicionamento de marca na web)  e web analytics, sendo assim, o que escrevo abaixo está baseado em estudos e pesquisas com usuários comuns da internet, ou seja, seu possível clientes.

moda sem seo
Sites de moda

O mercado de moda é mais complexo do que muitos pensam, a concorrência é grande, porém há pouca novidade, muitas vezes parece que um é cópia do outro na cara dura mesmo. Podemos perceber isso facilmente nos sites de moda, até os erros são os mesmos:

01 – Site animado com flash

Alguns podem discordar, mas sim, eu acho um erro usar site em flash no qual ainda encontramos. Acho um erro porque substitui o que importa pelas firulas animadas e bonitinhas, por ser atraente, a probabilidade de se perder na “criatividade” é muito grande e outro detalhe é ruim para o Google. Também tem o lado técnico, sites em flash são difíceis de analisar e mensurar a sua navegação, na maioria das vezes ficam pesados, essa tecnologia foi descontinuada. Você quer perder esse público em plena expansão?

Tem mais um detalhe importante, sites em flash são mais difíceis de serem localizados nas buscas do Google.

02 – O uso exagerado de imagens

A questão aqui não é a quantidade de imagens, mas a forma como elas são utilizadas. Criou-se um mito de que site de moda tem que ter imagem grande cobrindo a tela inteira, mas as boas práticas de usabilidade e web design nunca defenderam isso. Sites que não oferecem um bom conteúdo jamais terão o sucesso esperado, só retiro o que eu disse se a sua intenção é realmente montar um simples catálogo de imagens que será visto apenas por seus amigos, nesse caso tudo bem.

03 – Música com play automático

Nesse ponto eu vou ofender, eu e mais algumas milhares de pessoas odeiam sites que tocam música automaticamente ao abrir, é sério, isso incomoda demais e ainda encontramos esses tipos de sites. Imagina que a pessoa está no trabalho e resolve entrar no seu site para ver seus produtos e esqueceu o som do computador ligado, todo mundo vai saber o que ela está fazendo. Nesse ponto você também tem outro problema, que eu realmente não vejo necessidade de som em um site de moda. A informação que deseja passar não é a música.

Se quiser deixar um player de música, pelo menos deixe o usuário decidir se ele quer ouvir ou não.

04 – Vídeo na home

Eu não sou contra ter um making of ou vídeo institucional na primeira página, mas é o mesmo caso do player de música, permita que o visitante decida se quer assistir ou não. O problema da demora no carregamento do site também se aplica aqui.

05 – Estrangeirismo bobo

Eu simplesmente não sei quem colocou na cabeça dos marqueteiros e designers da moda que encher o site de termos em inglês ou palavras específicas é cool. Até já comentei em outro post uma sátira feita pela Reserva sobre isso, toda marca, para ser cool e bem aceita, precisa ter um slogan em língua estrangeira.

Um site precisa ser encontrado pelas pessoas no mecanismo de busca, do contrário ele é inútil. Essas pessoas raramente querem buscar termos em inglês, as chances delas buscarem por termos em português pode ser bem superior, por isso não entendo tantos termos em inglês em sites de moda. Eu prefiro optar pelo simples e fácil de entender, é mais rentável.

Também indico a leitura: Converse All Star: Quando a marca se sobrepõe à moda

Para o texto não ficar grande demais (já está), fico por aqui hoje.

5/5 - (5 votes)
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar Consulte mais informações