[Estudo de caso] Como Ranquear Meu Site No Google Internacional?

Esse foi um estudo de caso bem interessante que eu fiz durante 1 mês para saber como ranquear meu site no google internacional. Se compensa? Sim. Veja os resultados e a minha opinião sobre o posicionamento SEO internacional.

A ideia foi bem simples tentar aumentar em pelo menos 48% do tráfego internacional que estava, recebendo no blog Harmonia Natureza tráfego de redes sociais e dos buscadores.

Como Ranquear Meu Site No Google Internacional – Como por meu site no google?

Sempre tive interesse no tráfego internacional e já fiz um artigo sobre o assunto: https://blogmarketingonline.com.br/seo-internacional-dicas-sobre-posicionamento-seo-internacional/

O que é SEO? Conheça as melhores técnicas de SEO para obter o meu site no topo do Google

SEO é a abreviação em inglês de “Search Engine Optimization” em português podemos dizer; otimização para mecanismos de busca. Então SEO é o estudo e o conjunto de métodos aplicados com a finalidade de obter o melhor posicionamento de uma pagina web nos resultados dos mecanismos de busca.

Para efeitos práticos o SEO é dividido em duas classes; on-page e off-page. As técnicas on-page são aplicadas otimizando o site em si mesmo e as técnicas off-page visam otimizações externas ao site.

Fatores on-page podemos classificar:

  • Domínio
  • URL amigável
  • Conteúdo de qualidade
  • Pesquisa de palavras-chave
  • Palavras-chave no conteúdo
  • Conteúdo engajado
  • Conteúdo inovador
  • Tag titlo -Titulo do artigo
  • Meta tag description
  • Tags de cabeçalho ( H1, H2, H3, H4 etc. )
  • Rastreabilidade do site
  • Atributo alt
  • Rel nofollow
  • Tempo de carregamento de um site

Fatores off-page podemos classificar:

  • Quantidade de links externos
  • Relevância dos links externos
  • Autoridade dos links externos
  • Idade dos links externos
  • Texto ancora dos links externos
  • Reputação Social
  • Compartilhamento Social
  • Autoridade do site
  • História do site
  • Localização do site
  • Personalização

Os itens citados são na verdade apenas uma pequena amostra dos fatores que implicam no posicionamento nas pesquisas, pois a própria Google já declarou serem mais de 200 fatores (o próprio Matt Cuttz declarou recentemente existirem cerca de 10.000 sub-itens ou variáveis dos 200 fatores) utilizados pelo seu algoritmo para posicionar uma página.

Também é necessário saber e levar em conta, que o estudo SEO pelos seus especialistas é um trabalho de engenharia reversa, pois a Google não revela tudo sobre o funcionamento do seu algorítimo.

O estudo e o trabalho SEO é continuo, um site nunca estará 100% otimizado. Além disso essa é uma área em que existem sempre novidades e atualizações.

O que é SEO internacional, e por que é tão importante?

Quando o objetivo é trabalhar o posicionamento orgânico em outros mercados precisa pensar e trabalhar o SEO a nível internacional. Quando você ainda não tem ideia do mercado para o qual deseja expandir, pode recorrer ao Google Analytics e ver de qual países esta recebendo mais tráfego, dessa forma identificando mercados potenciais para adaptar o site para esse idioma.

Alguns erros de SEO internacional que precisa ficar de olho

  • Você precisa traduzir todo o seu site para o idioma de destino.
  • Você precisa mudar todas as URLS para o idioma que deseja.
  • Configurar hreflang
  • Noindexing ou desautorizando páginas traduzidas através de robots.txt
  • Não interligar as páginas de tradução ou fazer ligações cruzadas de forma errada

Existem várias opções na hora de internacionalizar uma marca dentro dos buscadores. Pagando alguém para migrar tudo até na configuração das novas urls ou usar um plugin grátis ou pago.

Como ranquear meu site no google

Basicamente a ideia que eu fiz foi bem simples instalar um plugin grátis que traduz de forma automática o seu blog em vários idiomas. Baixei o plugin no repositório wordpress https://br.wordpress.org/plugins/transposh-translation-filter-for-wordpress/, porém deu alguns erros e o pessoal indicou para baixar direto do site do fabricante, subir no wordpress e funcionou perfeito http://transposh.org/download/.

Após ter instalado o plugin não marquei vários idiomas no meu caso marquei somente os que tinha mais tráfego no meu Google Analytics.

Um recurso que achei bem interessante no plugin e deixei marcado é a opção, de reescrita da url para o novo idioma e aconselho que deixe marcado o restante é bem fácil de configurar.

Para que você tenha uma ideia vou mostrar alguns prints do meu tráfego antes de instalar o plugin. Instalei o plugin no dia 24/04/2018.

Dia 25/04/2018

Search Console 25/04/2108

Após instalado no dia 24/04 esperei pelo menos um dia depois eu olhei no dia 25/04 como ficou a indexação das páginas no Google e estava perfeito para vários idiomas.

No dia 27/04/2018 no search console fui olhar a parte de segmentação internacional como estava.

No dia 30/04 fui dar uma olhada no meu Google Analytcs e já encontrei vários erros de urls traduzidas que o Google indexou e algumas nem mesmo existiam no meu blog.

Após alguns dias fiz os primeiros prints para ver se o retorno no dia 07/05/2018.

Repare no print acima no search console na meta descrição já tive um bom aumento de erros, antes estava 35 e aumentou para 386. Em títulos duplicados 33 passou para 345. Nesse ponto comecei a ficar preocupado com os erros gerados pelo plugin.

Esperei até o dia 03/06/2018 finalizei o meu teste e fiz os últimos prints.

Vou começar pelo Google Analytics.

Pelos prints acima você pode reparar que nesse blog que eu fiz o teste, que foi o Harmonia Natureza não fez muita diferença digo que nem fez cosquinha no tráfego internacional.

Agora vou postar o meu ponto de preocupação com o plugin que usei.

Repare acima que teve um grande aumento de páginas com erro 404 para outros idiomas. O mais interessante que o plugin criou e indexou urls que nem mesmo existiam. Veja abaixo outros prints com aumento de erros.

Vou ser sincero tomei um susto com a quantidade de erros que esse plugin gerou. Tirei o plugin e pretendo testar novamente no Harmonia Natureza com outros plugins. Nos outros blogs que tenho vou testar também alguns plugins de tradução de idiomas.

Qtranslate-x / Polylang (100% brasileiro) / Existem vários plugins.

Antes que alguém pergunte se teve algum aumento nos ganhos junto ao adsense: Não teve nenhum aumento usando esse plugin até mesmo por não ter feito muita diferença no tráfego.

Agora que você aprendeu como ranquear meu site no google internacional não perca essa oportunidade. Mais uma vez eu vou repetir use uma estratégia de SEO internacional não perca esse tráfego.

SEO Internacional: Marketing internacional de SEO – Aparecer no google

SEO Internacional: Blog inglês Vs Blog em Português, em qual você ganha mais dinheiro? Neste artigo vou falar sobre os blogs em inglês e português e vai saber em qual se ganha mais dinheiro. Os blogueiros internacionais têm algumas vantagens e você precisa aprender e acompanhar.

E a conclusão faz sentido de quem ganha mais: todos preferem ler um guia de capoeira escrito por um brasileiro e dou preferência em ler um artigo escrito por um americano falando sobre a Torre Eiffel mesmo sem uma perfeita fluência na língua inglesa e você pode até escrever melhor que o americano, porém não tem a mesma ‘autoridade’ para falar sobre o assunto.

Não é fácil, porém também não é complicado criar sites wordpress bilíngues ou multilíngues.

Marketing internacional de SEO

SEO internacional quem ganha mais dinheiro? Blogs em português ou inglês?

Hoje vou explicar como criar sites WordPress bilíngues.

Então, essa é uma chance para aproveitar a oportunidade de praticar inglês e também escrever em um blog em inglês.

Confesso que levei muitos anos e não havia ainda ligado a esta “moda” escrever em blogs na língua inglesa, sempre que possível vou atualizando alguns blogs em inglês que tenho e falo sobre assuntos que entendo no meu nicho e dessa forma é possível ganhar mais dinheiro.

Confesso levei algum tempo para ter um blog em inglês, mas com o tempo e dedicação fui melhorando e percebi um aumento nos meus ganhos infelizmente esse meu blog em inglês tem alguns erros por não falar e escrever perfeitamente, porém usei uma técnica que sempre divulgo que é sobre guest post aumentando a minha autoridade no meu blog em inglês. O ideal seria escrever o inglês correto sem uso de tradutor.

Claro quem um blog na sua língua materna é muito mais fácil de escrever e rápido, porém lembre-se alguns programas afiliados e até mesmo o adsense paga muito mais em outros idiomas principalmente em inglês.

O inglês é muito importante, especialmente para escrever artigos para revistas e conferências como um blog, acho que tudo depende do escopo que você deseja dar ao post/artigo.

Eu não aconselho criar um blog em português e escrever no mesmo local assunto em inglês e português vai ficar uma salada e confesso que já encontrei blogs brasileiros dessa forma, porém você poderá criar subdomínios para outros idiomas, porém se misturar no mesmo blog assuntos em português e inglês vai perder visitantes por ser uma bagunça.

Não veja o blog como uma qualidade literária, mas como uma coleção de pensamentos e ideias e como tal, faça mudanças e tenha atitude e o tema no mesmo idioma e assim você poderá ganhar mais dinheiro no começo, porém o seu visitante é muito mais importante para qualidade do seu blog.

Um blog em português, inglês ou qualquer outro idioma tem o seu valor e também conheço muitos blogueiros escrevendo em português ganhando muito dinheiro no seu próprio idioma, mas não vejo qualquer problema em ter um blog em outro idioma e como disse ganha mais dinheiro dependendo do seu público, nicho e autoridade.

Sem pensar muito posso dizer que o vencedor em termos de receitas/ganhos principalmente com adsense é o inglês. A razão é simples, mais possibilidade, mais publicidades e até mesmo o adsense paga mais.

Desenvolver uma estratégia de SEO no exterior não é fácil. Não será apenas traduzir o site, precisa notar que o site deve ser dirigido para um público local específico com gostos e preferências específicas.

Essas audiências podem mudar muito de um país para outro, devemos considerar que a cultura e as tradições são bem diferentes e até mesmo fusos horários podem influenciar no seu tráfego.

Não podemos tratar da mesma forma o mercado Brasil como se fosse no México ou Japão. A fim de estabelecer uma verdadeira estratégia internacional é necessário fazer uma pesquisa de mercado com isso poderá adaptar a sua oferta ou artigo.

Quando decidimos lançar um site internacional é muito importante olhar que tudo poderá mudar dependendo sobre o país de destino. Na verdade, as coisas mudam de um país para outro, hábitos de leitura não são os mesmos, o significado das cores são diferentes e até mesmo alterar os formatos de data e hora.

Então, para evitar a passagem errada da mensagem de cada país é muito importante ouvir, pesquisar e aprender tudo sobre cada país.

Mas porque encontramos mais ofertas para ganhar dinheiro online com um site em inglês do que site em português?

A razão é simples, mais possibilidade de anúncios, mais publicidades gerando uma oferta maior e outros rendimentos.

A maioria oferece mais demanda, não só para blogueiros, mas também de pessoas. Se as pessoas não compram nada, os anunciantes não recebem nada e acabam por não fazer mais publicidade.

Como eu disse antes nada impede de fazer um blog em português mesmo recebendo menos no começo e posso afirmar hoje em dia tem mais opções e chances de ganhar dinheiro na língua portuguesa.

Mas como em tudo, existem os dois lados negativo e positivo:

Escrever em inglês, é muito mais complicado para quem nunca teve contato e terá que usar algum tradutor e não será o ideal para o leitor.

A minha dica é se tiver tempo e souber escrever corretamente em inglês, crie um blog em inglês e tente obter lucros com ele, se o conteúdo for bom e tiver sucesso vai perceber que você ganha mais dinheiro, porém mantenha também um blog em português e compare os seus ganhos.

Os erros que precisa evitar na sua estratégia de SEO Internacional – Marketing internacional de SEO

Vou apresentar alguns dos erros mais comuns com marketing internacional especificamente focada em estratégia de SEO internacional.

Traduzir as palavras-chave

Talvez este seja o maior erro em termos de SEO internacional e certamente o mais frequentemente encontrado. Entenda os tradutores são excelentes profissionais para traduzir com precisão as frases. Eles estudam a nível de mestrado para fazer isso de forma eficiente e não é a mesma coisa de usar um tradutor de um site de busca.

Pesquisar palavras-chave deve ser feito de uma forma profissional.

Eu não falo inglês, mas posso usar os sites de traduções online?

Isso nem sempre será o suficiente para realizar pesquisas de palavras-chave de forma eficaz em um determinado idioma. Mercados estrangeiros são tão competitivos e poderá engolir o seu blog muito pior que o mercado brasileiro. O google tem a opção de tradução, porém o texto fica cheio de gambiarras palavras sem sentido quando é feita a tradução.

Não pense que o Google é o único motor de busca para otimizar

Cada motor de pesquisa coloca uma ênfase diferente sobre classificação/posicionamento nas buscas, por isso não deixe de fazer uma pesquisa antes de escolher o motor de busca.

Sabemos que em alguns países o Europa Google é rei, mas não no resto do mundo. Deve-se levar em conta outros buscadores como o Bing, Yandex e Baidu.

Todos eles têm suas próprias tendências de pesquisa e ferramenta de análise.

Yandex representa 58 por cento dos buscadores na Rússia e tem as suas regras.

Baidu tem 55 por cento dos buscadores na China sendo maior que o Google.

Naver é o maior motor de busca na Coreia do Sul e tem suas regras bem justas sobre posicionamento/ranqueamento dos sites.

A segmentação do Google e do Bing será suficiente na maior parte do mundo, mas se um blog quer ser verdadeiramente bem sucedido em alguns mercados maiores, será necessário compreender como os vários buscadores funciona.

Ignorando concorrência local

Sem dúvida, haverá concorrência nos mercados internacionais e bem mais pesados.

A concorrência local do país poderá no primeiro momento não parecer feroz, à primeira vista, mas tenha certeza que existem muitos blogs estruturados e bem rankeados que terá que competir.

Uma análise rigorosa dos concorrentes deverá ser realizada em todos os países para os quais pretende expandir. Entenda quem são seus concorrentes, seus pontos fortes e fracos.

Uma parte importante de qualquer estratégia de SEO internacional é para garantir que o conteúdo seja apropriado para o público certo, sempre baseado em seu idioma e país.

Como melhorar o posicionamento em termos de blog internacional?

O primeiro é o domínio no qual vai escolher.

  • Em um lado conhecido como TLD (Top Level Domain), que são, por exemplo .com, .net ou .org e outros.
  • No outro lado um domínio regional (.com, por exemplo) que dará mais impulso para a posição no país, mas poderá usar outros e conseguir um bom posicionamento.

Hospedagem internacional

Hospedagem web é um fator super importante.

Nesse ponto volto a bater na tecla a sua hospedagem precisa ser de qualidade o próprio Google já disse que a velocidade, de carregamento da sua página influência no ranqueamento e se vai competir no mercado internacional precisa ter uma boa hospedagem.

Search Console pode e deve ajudar

 No Search Console antigo Webmaster Master Tools tem uma parte para ajudar nessa questão em “Pesquisar de tráfego” chamada “Segmentação internacional”.

Você precisa colocar as informações corretas sobre o idioma e o país e precisa configurar as tags hreflang.

Como fazer implementação de hreflang

O usuário de outro idioma precisa encontrar no seu site a versão do site na língua correta com a configuração do país correspondente.

O código hreflang a sua função é  fazer essa referência entre as páginas com conteúdo similar e a língua (idioma).

Se você fizer a implementações incorreta de hreflang poderá prejudicar o seu ranqueamento e a será terrível em termos de experiência do usuário.

Existe uma forma de gerar as tags de hreflangs de forma fácil com a ferramenta Hreflang Tags Generator Tool.

Ao usar hreflang, você está dizendo essencialmente ao Googlebot que não indexe as páginas no mesmo índice, mas no índice para o respectivo país. Isso permite que você escape com conteúdo duplicado (mas traduzido).

Fique sempre atento aos erros no relatório de Segmentação Internacional no Search Console (WBT).

Google penaliza quem faz tradução automática no blog?

Até o momento que escrevo esse artigo não penaliza, porém o Google muda as regras e o que era certo vira errado.

As traduções automatizadas não violam as diretrizes do Google. O Google ainda possui o seu próprio widget para traduzir páginas da web.

Posso ter todos os artigos com vários idiomas no mesmo blog?

Quando você tem um conteúdo em vários idiomas, cada um deve ter uma URL.

Existem três maneiras diferentes de fazer isso:

Vou usar como exemplo a palavra calcinha.

1 Ter um domínio para cada idioma

Um exemplo: Português calcinha.com.br – Inglês panty.com e assim por diante.

2 Fazer através de subdomínios

Exemplos: Inglês in.panty.com para espanhol – Alemão de.hoschen.com.

bragas.com/es seria para o Espanhol, Inglês e panty.com/en.

Se você escolher um domínio para cada idioma eu acho melhor e repare que é dessa forma que as grandes empresas como a coca-cola fazem ou poderá usar subdomínios. Na verdade você precisa testar e ver o que seria melhor.

Usando plugin de idiomas

Você também pode usar um plugin multi-linguagem para WordPress:

qtranslate (grátis)

Já fiz um teste com o plugin qtranslate e criou vários erros no search console de rastreamento e não parei na época para ver o motivo e desinstalei do blog que estava testando.

wpml (pago)

Ambos são bons, porém um é pago com mais recursos e outro grátis com menos recursos, porém funcionam bem e a parte boa é que, além do conteúdo vai resolver a parte do hreflang.

Uma alternativa para quem esta com pouco dinheiro para pagar um tradutor é fazer a união dos 3 métodos. Você pode usar o método de tradução automática com o Google Translator, porém indico o Tradutor Yandex, e vai inserir a sua tradução no seu site, usando um dos plugins como o WPML ou QTranslate. Não fica 100%, porém é um alternativa para começar.

Outra opção é usar o plugin transposh

O nome do plugin é transposh

Após fazer a instalação do plugin no seu wordpress terá que fazer algumas configurações bem simples e vou explicar conforme eu fiz.

Primeiro acesse o seu Google Analytics e olhe quais são os idiomas com mais acessos ao blog.

Ciente dos idiomas vamos para as configurações do plugin.

Após instalado o plugin adicione o widget com as configurações que desejar.

Configurar os idiomas. Conforme o seu Google Analytics marque os que eu mais tem acesso ou selecione quantos você quiser. Repare que na opção “Idioma Padrão” você coloca Português e basta arrastar o idioma que deseja como padrão. (Salvar)

Aba configurações desmarque a opção “Ativar sobrescrita para o local padrão” para ele não traduzir a opção lateral do meu painel de administração do seu wordpress.

Se quiser marque a opção “Reescrever as URLs” para que seja criado uma URL para o idioma traduzido. Exemplo /es/ (inglês) para o idioma da pessoa, porém precisa alterar o seu permalink para “como-exemplo.com.br/post-exemplo/”.

Deixe desmarcado a opção “Detectar automaticamente o idioma do usuário”, pois eu percebi que no momento de busca de alguns artigos ele não mostra o resultado e após desmarcar essa função normalizou. Outro detalhe mesmo com o navegador em português em alguns momentos, ele sozinho joga tudo para outro idioma devido a função de linguagem do tema.

Se você deixar marcado a opção “Detectar automaticamente o idioma do usuário” não precisa usar o widget na barra lateral. (Salvar)

Opção Translation Engines. Deixe todas as opção marcadas. Nesse caso não precisa de todas as chaves  API basta usar a do Yandex.

https://tech.yandex.com/keys/

Opção “Widget setting”. A primeira opção trava a barra lateral do widget no idioma padrão da pessoa e a segunda opção remove a propaganda e opção de forçar a tradução. As duas opções fica a seu critério faça testes.

Veja como fica o sistema de tradução no blog.

Algo que eu percebi usando o plugin transposh é que ele gera muitos erros de rastreamentos no search console com URLS para outros idiomas. Eu não estudei a fundo para saber qual o motivo aconselho que teste.

A grande realidade ao usar tradutores/sites. O visitante vai ler e que sabe o idioma poderá dizer e observar quando uma pessoa traduziu ou não. Tudo depende do seu público e estratégia.

Para quem usa wordpres.com existe uma alternativa e indico a leitura desse artigo https://br.blog.wordpress.com/2016/04/19/como-criar-um-blog-ou-site-em-multiplos-idiomas-no-wordpress-com/

5.0
24
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

Deixe uma resposta