-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.

Coloque abaixo o seu melhor email e fique atualizado:

Delivered by FeedBurner


Como Os Links Nofollow, Patrocinado e UGC do Google Afetam O SEO

Backlinks

O Google recentemente trouxe mudanças gigantescas e abalou o mundo, isso implica principalmente, na maneira como editores devem marcar os links nofollow.

Rankeamento no google

Essas mudanças – apesar de serem boas para ajudar o entendimento do algoritmo do Google – acabaram causando uma certa confusão e muitas perguntas surgiram. Temos algumas respostas para suas principais perguntas sobre este tema aqui.

No dia 10 de setembro de 2019, após 14 anos de sua introdução, o Google promete mudanças significativas na forma como eles trabalham o atributo de link “nofollow”. Mais quais são os grandes pontos a serem observados aqui?

  1. A competência de link pode ser feita de 3 formas diferentes: “nofollow”, “sponsored” e “ugc” – cada atribuição possui um significado distinto.
  2. Para fins de posicionamento, o Google mudou a forma de enxergar os links nofollow, eles veem agora como dicas – o que nos faz pensar e ter a certeza de que eles provavelmente não afetarão a classificação, mas lembrando que o maior mecanismo de busca do mundo pode escolher por ignorar a diretiva e usar os links nofollow para classificar.
  3. Apesar do Google continuar ignorando links nofollow para indexação e rastreamento, ficamos sabendo que este comportamento acaba dia primeiro de março de 2020, quando exatamente o Google fará a mudança do atributo nofollow como “dicas”, o que nos mostra a intenção do Google em rastreá-los.
  4. Saiba que os novos atributos podem ser combinados um ao outro. Como, por exemplo: “nofollow ugc sponsored” isto agora é válido.
  5. Os links pagos devem possuir os atributos sponsored (patrocionado) ou nofollow (não seguir). Vale ressaltar que usar simplesmente “ugc” nos links pagos, muito possivelmente estará sujeito a penalização por parte do Google.
  6. Saiba que nada precisa ser feito agora, não há incentivo por parte do Google para efetuar mudanças, ou levar punição por não mudar.
  7. Dica: se você hoje tem usado nofollow para controlar seu rastreamento comece a pensar em mudar essa estratégia agora.

Por que o Google mudou o atributo nofollow?

A intenção principal da empresa é recuperar o gráfico de links.

Na criação do atributo nofollow pelo Google em 2005, essa era uma maneira de dizer para os links de spam de comentários e outros links ruins gerado pelo usuário não eram bem-vindos.

Os links de spam sempre foram vilões e o atributo nofollow veio como uma maneira de proteger o usuário deste tipo de link.

É importante ressaltar que o Google resolveu solicitar para links pagos ou patrocinados o atributo nofollow. Caso não siga as regras, infelizmente terá uma penalidade.

Por medo da penalização, os maiores sites da web – como o Wikipedia e a Forbes – aplicavam sempre links nofollow, com medo de serem penalizados ou impactados negativamente por links ruins, ou simplesmente não conseguir ser capaz de policiar adequadamente os UGC.

Isso causou um impacto negativo aos gráficos de links do Google, transformando uma possibilidade de organização de links se transformar em links menos úteis para esses gráficos de pesquisa e organização interna da empresa.

Ao efetuar a mudança e usar os atributos nofollow como “dicas”, eles estão permitindo incorporar de uma forma mais clara e melhor os sinais dos seus próprios algoritmos.

Essa é uma medida positiva e felizmente para nós criadores de conteúdo, uma nova faixa considerada mais ampla de gráfico de links irá se abrir, isso influenciará o potencial de classificação. (embora não ter nada claro dito pela empresa em termos de mudanças gigantescas, até o momento).

Como os links nofollow impactam nos rankings de pesquisa?

Antes do dia 10 de setembro de 2019, os especialistas em SEO, acreditavam que os links nofollow funcionavam assim:

  • Não terá uso para indexações e rastreamento (o Google não irá seguir estes links);
  • Não será usado para posicionamento, conforme o Google nos informou. (Até hoje existem especialistas que não acreditavam nisto).

Em termos de posicionamento, há muito o que se debater e especular, e o Google não tem se dedicado muito em responder algumas perguntas importantes sobre o assunto.

Algumas pesquisas externas ao Google, indicam a evidência dos links nofollow como um potencial sinal de classificação.

A partir de agora, o Google nos informou e afirmam que os novos links – incluindo o UGC e sponsored – serão tratados assim a partir de agora:

  • Não serão usados ainda para indexação e rastreamento;
  • No intuito de classificar, tudo o que possuía o atributo nofollow agora serão de forma oficial uma “dica”– o que quer dizer que o Google poderá escolher classificar ou não este link como devido “nofollow” e poderá classificá-lo para os mecanismos de pesquisa. Muitos colegas especulam que já é assim há algum tempo.

Minha opinião: O Google com certeza vai continuar usando os links nofollow como sempre em muitos casos, ou seja, irá ignorar esses links ainda, assim como acontece hoje.

Alterações precisarão ser feitas agora de forma urgente?

De maneira geral, não – apenas se você quiser e tiver em mente alguns testes elaborados. Não existem comprovações do Google ou nenhuma outra de que será necessário fazer qualquer tipo de mudança, então não há nada que possa comprovar isso agora.

Sabendo disto, há algumas situações que nós proprietários de sites, podemos querer fazer uma implementação dos novos atributos, confira:

  • Para sites que usam o atributo “nofollow” para controlar seus rastreamentos. No caso de sites que com alto índice de navegação características, o nofollow poderá ajudar a desperdiçar os valores gastos em rastreamento. Ainda não existe um embasamento concreto para quem usa os links nofollow dessa forma e dizer qual o momento ideal para mudanças que irão significar alterações, ainda é cedo para falarmos sobre isto.

Para ficar algo ainda mais fácil de ser entendido: se um site usar corretamente o atributo “nofollow” agora, não será necessário fazer qualquer mudança. Embora é claro, você seja livre para tomar qualquer decisão, não espere aumentos significativos nos seus rankings por isto, ou se você terá alguma penalidade nova por não tomar essa decisão de mudança nos seus links.

Agora, é importante sabermos que a forma como o Google trabalha esses atributos poderá evoluir durante o percurso, caso isso aconteça – o que é praticamente certo – nós informaremos você algum conteúdo de qualidade sobre o assunto e notificaremos você.

Conclusão

Apesar de que as mudanças não sejam significativas agora, acreditamos que novas tomadas de decisão do Google poderão alterar o poder de classificações desses links e seus atributos.

Para evitar qualquer queda nos rankings e se manter informado sobre o assunto, acompanhe nosso Blog Marketing Online, onde poderemos te ajudar a entender novas mudanças e como seu site poderá ser afetado de forma positiva ou negativa, além do que você precisará fazer para acompanhar as mudanças do algoritmo do Google.

Esperamos que você tenha gostado do conteúdo, que ele possa ter lhe ajudado, se esse for o caso, por favor compartilhe e faça essas informações chegar em mais pessoas, donas de sites que precisam entender as novas mudanças do Google.

Deixe uma resposta