-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.

Coloque abaixo o seu melhor email e fique atualizado:

Delivered by FeedBurner




Diego – Advogado com conhecimento em SEO

Diego Advogado

Conheci o Diego em um grupo no zap de SEO. E pensa em um conhecimento no qual deixa de queixo caído. Leia agora.

Conseguir unir esses dois mundos SEO + Advocacia não é para qualquer um. O Diego é um dos que fez essa proeza e posso afirmar tem conhecimento de sobra.

Conteúdo

Diego com dicas na área de Advocacia e SEO

Deixo uma dica se você esta usando imagens com direito autoral sem autorização de uso indico que leia esse artigo urgente. Por isso, trouxe um especialista da área para explicar. Então simbora, pois o papo hoje é muito bom.

Por favor, fale sobre o seu trabalho e como chegou ao mundo digital.

Eu comecei como a maioria, por acidente.

Na faculdade de direito eu criei um projeto de extensão no formato de um blog, onde reuni alguns alunos para escrever sobre as leis para a população.

Por uma chance, comecei a receber um tráfego bom e mais por curiosidade eu comecei a estudar SEO e como poderia monetizar aquelas pessoas entrando no meu site.

Logo me vi em universo de possibilidades e apaixonado por SEO.

Hoje vou fazer meus 07 anos com o Marketing Digital, o resto é história.

Será que a minha navegação se dá de forma realmente anônima? Quem pode pegar os meus dados e o que fazer com eles?

Raramente você está anônimo na internet.

Hoje é fato bem conhecido que todas as empresas, sites e aplicativos que você usa estão captando seus dados para tentar entender como pode te vender melhor ou mudar sua percepção sobre determinado assunto.

Porque o produto não é você, e sim mudar suas ideias sobre algo, seja sobre um político ou sobre um produto.

É isso que tem valor para essas empresas.

Leia também: Nelson Willian – Puro conhecimento sobre SEO

Infelizmente ainda vemos poucas leis sobre o tema que realmente atuem nas áreas necessárias, e apesar de a LGPD ser um passo no caminho certo, é apenas um pequeno passo em uma longa escada que a sociedade tem que percorrer para começar a se proteger do uso massivo de nossos dados.

Normalmente o povo acha que a internet é um local sem lei. Se alguém utilizar a minha imagem e ofenda na rede ou pratique algum outro crime contra uma pessoa, como fazer para se proteger?

Estar protegido por uma tela dá uma certa sensação de liberdade e de que tudo que eu faço está “anônimo” ou que nada pode me atingir.

Felizmente a justiça brasileira tem se posicionado cada vez mais forte em proteger os direitos fundamentais do Brasileiro também no mundo virtual.

Se alguém usar sua imagem indevidamente, ou te ofender de alguma forma, primeiro passo é ir a uma delegacia e realizar um Boletim de ocorrência.

Segundo passo é ingressar na justiça para remoção do conteúdo e o pagamento de danos morais.

Felizmente a tecnologia também está evoluindo para descobrir quem fez a ofensa, apesar de nem sempre ser possível.

A voz e a imagem são protegidas como dados pessoais caso algum site faça cópia sem autorização?

Sim, como qualquer outro conteúdo ele está protegido pela Lei de Direitos Autorais.

É importante destacar que copiar um conteúdo de um site, é totalmente diferente de embedar um podcast ou um vídeo do youtube.

No segundo caso não há qualquer problema, já que o conteúdo pelo seu próprio formato é feito para ser divulgado por terceiros. O que não pode é pegar esse vídeo ou podcast, retirar da fonte original e hospedar em um local diferente.

Posso copiar o conteúdo de outro site sem citar a fonte? Existe algum problema? Como proceder?

Não, é comum as pessoas copiarem e colarem conteúdo de sites e blogs, principalmente notícias.

Vemos isso todos os dias quando um portal grande publica algo e logo é replicado em centenas de outros blogs menores.

Fazer isso fere a lei Lei nº 9.610, que regulamenta os direitos autorais no Brasil. Independente se você colocou ou não no final a fonte, já que copiar conteúdo além de ferir a lei citada anteriormente, também comete o crime de plágio previsto no Art. 184 do Código Penal.

Se você faz isso, melhor revisitar suas práticas, já que cada conteúdo copiado pode gerar danos morais. Inclusive já tenho alguns casos em que recuperei um valor considerável de alguns clientes que tiveram seus sites copiados.

Agora se você sofre com conteúdo copiado, você pode realizar uma denúncia para o DMCA, porém a melhor coisa é procurar um advogado especialista no assunto para te ajudar com os procedimentos jurídicos.

Posso usar imagens de outros sites sem citações? Caso use pode causar algum problema? Como proceder?

Não.

Imagens têm direitos autorais como qualquer outro conteúdo.

Você só deve usar imagens livres de direitos autorais, ou que você possui todos os direitos.

Você pode encontrar milhares de imagens em bancos de dados gratuitos, não há porque se arriscar.

Usar imagens de outras pessoas pode acabar gerando danos morais para cada imagem ou foto que você usou.

Se você recebeu uma notificação de uso indevido, primeiro verifique se a empresa que enviou é real. Já vi muitos casos de empresas falsas se passando como detentor do conteúdo.

Se a empresa é real, você deve procurar um advogo, já que o próximo passo da empresa será ingressar com uma ação na justiça, e é necessário que se analise cada caso para saber como proceder.

De que forma devemos escolher as palavras-chave para nosso blog ou loja online? Ou keyword não importa mais devido a inteligência artificial do Google?

As palavras chaves vêm perdendo força no Google, enquanto a IA (inteligência artificial) do Google foca cada vez mais em intenção de busca, do que a própria palavra chave no conteúdo.

É complicado explicar um tema tão completo em uma entrevista, e principalmente com tanta gente repetindo o mantra da palavra-chave e tanta informação errada flutuando pela internet.

Se posso resumir é: Escreva conteúdo respondendo a intenção do seu usuário e esqueça densidade de palavra-chave.

Vamos agora em termos de SEO Local, especialmente com foco em geolocalização. Realmente temos cada vez menos opções para posicionar um site local. Quando estou no meu bairro e procuro um cabeleireiro, não importa como o site está o cabeleireiro mais próximo será mostrado. Existe uma exceção? O que fazer para se destacar?

O Google quer resolver a intenção de busca do usuário.

Se você está buscando cabeleireiro, você não quer saber sobre os “10 cortes que os famosos usam”, e sim ir a um lugar que corte o seu cabelo, por isso o Google Meu negócio vai dominar nesse caso.

Você pode tentar pegar seu usuário antes da necessidade, capturar o Lead e fazer com que ele procure sua marca.

Existem diversas especulações sobre estratégias de link building. É verdade que os links de comentários ou diretórios não funcionam?

Funcionam dentro de uma estratégia maior.

Se você passar o dia só fazendo link de comentário e diretório para seu site, você só vai ranquear se não houve outro site com conteúdo bom ou qualquer link decente.

Porém, dentro de uma estratégia que você tem links naturais, de qualidade, e que façam sentidos nos textos, eles podem funciona para naturalizar seu perfil de link.

Porém tem algum tempo que não penso mais nisso, visto que tenho me distanciado muito da estratégia de criação de backlinks, focando meu esforço em áreas que sou melhor e me dá mais resultados com menos risco.

Então o que acha dos links como Wikipedia nofollow? Serve para alguma coisa ou não?

Servem da forma que eu falei anteriormente, porém diferente de comentários ou diretórios, o da Wikipédia geralmente te levam uma parcela boa de tráfego se for em um texto bem posicionado, já que as pessoas tendem a clicar muito nos links das fontes.

Novamente é uma estratégia dentro de muitas, isolar só ela não gerará resultados.

Sites com links somente nofollow conseguem posicionar? OU não tem nada a ver com os links?

Conseguem.

Obviamente depende do Nicho, competição e mais dezenas de milhares de fatores. Mas link por si só não é fator determinante de um site pode ou não ranquear.

Vamos falar sobre CTR. Manipular o CTR é possível? É realmente útil ou uma falsa crença?

CTR é uma importante métrica para o seu site, e por isso é tão importante ter o Title Tag e Meta Description serem bem pensados e otimizados.

Sobre manipular, há algumas ferramentas que fingem ser usuários que fazem busca e clicam no seu site, como forma de “inflar” o CTR em frente ao Google.

Perca de tempo. Qualquer resultado oriundo de algo assim será no mínimo ínfimo, e com certeza temporário.

Você ganhar mais tirando um tempo e estudando como melhorar e realmente melhorar seu título, sua descrição e criando uma marca que irá fazer os usuários clicarem no seu site.

Existe um bot para cada tipo de serp diferente no Google? Ou com inteligência artificial um único bot/google resolve tudo?

Difícil dizer.

Eu acredito que o algoritmo se adapta a cada nicho. Podemos tirar como exemplo YMYL, que segundo as diretrizes do próprio Google, devem respeitar regras mais rigorosas perante o buscador.

Agora dizer se é o mesmo bot, ou diferente não saberia dizer.

OnPage – você tem algum padrão de otimização On Page que segue com frequência? Por exemplo, um mínimo de palavras para cada página interna, um mínimo de imagens, um mínimo de longtails?

Eu sou apaixonado por Onpage, inclusive é o que mais gosto de discutir nas nossas reuniões do SEO Prime.

Poderia passar o dia escrevendo cada mini dica que tenho, e cada principio que sigo na hora de melhorar onpage, do meu site como um todo.

Mas para resumir aqui: Faça um site que o google tenha vergonha se não ranquear.

O marketing off-line está cada vez mais ligado ao SEO? Vemos, por exemplo, campanhas de televisão. Nesse caso, a mídia off-line tem um impacto positivo no posicionamento da web, mesmo que indiretamente?

Indiretamente sim.

Com o Google cada vez mais valorizando branding, temos visto uma força que a mídia off-line pode acabar causando indiretamente no Google.

Por exemplo, toda grande marca, agora ao invés de colocar seu site, pede na propaganda para buscarem o nome da marca no Google.

Talvez seja só uma forma de aumentar a conversão, mas com certeza terá um impacto na busca, já que mais pessoas estarão pesquisando diretamente pela marca, gerando mais sinais para um site.

Google não tem um Analytics para medir a resposta do usuário, mas tem métricas ou variáveis ​​que usa em seu algoritmo? Google tem seu próprio sistema para medir essas variáveis?

O John Muller já falou algumas vezes que o Google não usa o Analytics. Quem é que sabe se é verdade ou não essa afirmação? Acredito que nem ele.

Agora com certeza ele tem formas de verificar o comportamento do usuário ao acessar um site.

Como webmasters, como podemos medir a resposta do usuário para saber se estamos fazendo as coisas certas ou erradas?

Você pode usar o tempo de permanência em página e ou Bounce Rate do próprio Analytics para entender quais páginas estão bem otimizadas e quais não.

Use o próprio Google. Se ele não está te ranqueando mesmo que todo o resto está certo, com certeza ele está vendo algo errado naquele artigo.

E como cereja do bolo, pode usar o Hotjar para ver como os usuários se comportam em uma página. Já melhorei rankings apenas mudando coisas de lugar, porque estava atrapalhando a navegação.

O conteúdo é rei quando se trata da resposta do usuário?

Sim, e a divulgação é a rainha.

A turma do SEO ama divagar qual é o mais importante: Links ou conteúdo? Com excelentes perspectivas e considerações em ambos os lados.

Eu prefiro dizer que o conteúdo rei pelo simples fato de ser à base de todo o trabalho, sem conteúdo bem feito e que responde a dúvida do usuário, você pode ter quantos links quiser, que não vai ranquear.

Um site especializado e sem recursos tem dificuldade de superar uma grande marca mesmo que seja mais genérica? Neste caso na serp a concorrência seja com Tripadvisor, Booking e Trivago. Nesses casos, devemos fugir ou o que podemos fazer para vencer?

O Google sempre vai e volta na questão de site de nicho versus sites de autoridade em diferentes updates.

Ultimamente sites de autoridade têm ganhado, mas não significa que com site de nicho você não possa tomar Keywords, principalmente longtails, e às vezes acabar tomando palavras chaves de alta busca, com um site de nicho.

Basta você entregar no fim das contas uma melhor experiência para quem busca aquele tipo especifica de conteúdo. Obviamente não é um trabalho fácil, mas é sim possível.

Para terminar, que mensagem você gostaria de deixar para quem está começando e informe os seus projetos online. Por favor, deixe alguns conselhos sobre o mercado.

Se eu posso deixar um conselho para quem está começando é este: Não busque atalhos.

Atalhos são para quem já experiente em trilhas, não adianta você querer usar eles se ainda não entende nem como o caminho principal funciona.

A busca incessante pela dica de ouro, o macete que irá me fazer ranquear, é o que me fez perder mais tempo no começo e vejo o mesmo problema na maioria dos iniciantes. Aprenda o básico, faça o certo e chegue ao final da trilha.

Quero agradecer o convite do meu querido Claudio, que tem contribuído tanto para a comunidade que eu e o André criamos.

E para quem leu até aqui, deixar meu convite para o SEO Prime, uma comunidade de SEO que criamos para quem realmente quer aprender e compartilhar sobre esse mundo tão incrível que é o Marketing Digital e o SEO.

Se você não concorda com alguma coisa que disse, deixe seu comentário abaixo que prometo responder. O SEO não é um caminho único, e eu não sou o dono da verdade, e é a discussão com quem tem “skin in the game” que me coloca como um profissional melhor.

Forte abraço!

Eu Claudio Gomes (Blog Marketing Online) faço parte dessa comunidade criada pelo Diego e o André. Conhecimento bom nunca é de mais e tem o seu valor: https://seoartesanal.com.br/seo-prime-2/

Deixe uma resposta