Técnicas De SEO Para WordPress Sem Complicação – Mais Desempenho

Você precisa tomar muito cuidado ao usar os critérios SEO, não é por que um critério é permitido que você pode usar sem restrições. O Google já deixou claro que a super otimização pode ser tão prejudicial que poderá perder posições ou poderá se banido do buscador com isso fica mais que necessário aprender técnicas de SEO para wordpress.

O que acontece muito é que principalmente quando estamos começando na área de desenvolvimento e otimização de sites, temos a tendência quase que irresistível de usar em excesso as técnicas que aprendemos, na ilusão de que assim poderemos conseguir posicionar bem o site rapidamente, mas nem sempre acontece dessa forma.

O que até já foi verdade um dia, mas com o passar dos tempos o Google foi se tornando cada vez mais indigente para detectar manipulações deliberadas de SEO e será um grande erro se você não dominar o seu impulso de supre otimizar o seu site.

É preciso entender que o Google, cada vez mais procura destingir um texto com fluência natural daquele que foi manipulado propositadamente para tentar um bom posicionamento. O Google quer que você escreva para o leitor e da forma mais natural possível, mas claro que nem sempre eu sigo tudo como o Google diz e seu dos riscos.

Técnicas de SEO Para WordPress Simples e Eficiente

Vamos ver alguns exageros que não devem ser cometidos. Começando pelo título da página (tag title).

Tag title

Não há necessidade de repetir uma palavra chave no título da página a não ser que seja natural, não force a barra. Outra coisa importante  é que as palavras chave que vem primeiro tem mais valor, não entanto será uma erro você colocar uma palavra chave que considera importante em primeiro lugar se isso causar uma quebra no sentido da frase para o leitor.

Então o mais importante é que a principal palavra chave esteja contida no título da página e não que tenha que ser repetida varias vezes, até por que isso é a coisa mais fácil de ser identificada pelo Google.

Meta tag description

O mesmo se aplica a meta tag description com relação ao excesso de palavras chave. O nome desse elemento já diz, é uma descrição do conteúdo da página e é assim que deve ser usada. Você deve escrever como se estivesse falando pessoalmente com o leitor do que trata-se aquele conteúdo.

Não tem problema se você conseguir repetir a principal palavra chave umas duas vezes desde que de forma natural, mas entenda que se você  conseguisse repetir digamos, cinco vezes, mesmo de forma natural ainda sim o Google poderia considerar exagero, então por que arriscar?

Técnicas de SEO para wordpress em excesso de links no texto

Uma coisa que muito se fala é que quanto mais links no texto para conteúdo interno melhora o link building interno, o que é uma verdade. Mas é bom lembrar que o Google tem um certo limite de análises de links em uma página, portanto se você ultrapassar esse limite já pode começa a ser prejudicial.

Não há uma certeza absoluta do número máximo de links que uma página deve conter mas especialista em SEO recomendam não ultrapassar o limite de 100 links o que é um número bastante razoável para se trabalhar em uma página, mas leve em consideração os links fixos também, eles terão que entrar nessa conta e não apenas os links contidos no texto.

Excesso de palavras chave em negrito

É certo que palavras chave marcadas com a tag STRONG o que as colocam em negrito, trás um peso maior na análise do Google, mas não é necessário nem indicado toda vez que a palavra chave em questão aparecer no texto você destaca-la com negrito.

Procure destacar apenas a primeira ocorrência, mas se no decorrer do texto essa palavra aparecer novamente e você sentir necessidade de destaca-la por uma questão de entendimento do texto, procure destacar de outra forma, com itálico ou aspas e em último caso se achar que é imprescindível que seja em negrito, destaque as ocorrências subsequentes com a tag B e não STRONG, pois funciona mais como destaque para o texto mesmo e não para o SEO da página.

Repetição do texto do ALT das imagens

Procure não repetir o mesmo texto da tag ALT para mais de uma imagem. Observe que esse texto é uma descrição da imagem para o usuário, caso essa imagem não seja carregada.

O que o Google pode pensar se encontrar várias imagens diferentes com a mesma descrição? Vai achar estranho não é?

Resista a tentação de fazer isso com o intuito de reforçar uma long tail qualquer. Se tem intenção de reforçar uma palavra chave na tag alt das imagens que considere importante, faça-o mas construa descrições relativamente diferentes.

Cuidado com Meta Description duplicada

Recentemente passei por um problema em um blog de saúde e bem estar que tenho e percebi um erro que cometi em alguns artigos de  Meta Description duplicada o qual só fui perceber depois de já ter parte nos meus posts indexados pelo Google, o que poderia ter prejudicado o SEO do meu blog e resolvi criar esse artigo como forma de aviso para outros blogueiros que podem estar passando pelo mesmo problema sem saber.

Antes de mais nada gostaria de explicar que me refiro nesse post a plataforma WordPress pois é a que utilizo para os meus blogs, o que não significa que não possa acontecer o mesmo com outras plataformas.

Uma outra coisa que preciso que você entenda desde já é que não estou me referindo ao conteúdo duplicado dessa meta tag, no tocante a existirem mais de um artigo com o mesmo texto na meta description, mesmo por quê isso seria difícil acontecer com blogs, já que introduz essa tag de maneira automatizada.

Nesse sentido poderia acontecer com sites estáticos onde o Web Designer colocaria manualmente e poderia copiar e colar de uma página para outra esquecendo de mudar o texto, mas não é o caso com os blogs.

Quando me refiro a Meta Description duplicada, quero dizer sobre a possibilidade de existirem duas ou mais dessas meta tags no mesmo artigo.

A verdade é que só descobri isso por que utilizo além da ferramentas para Webmasters do Google também a Bing Webmaster Tools e foi esta última ferramenta que acusou o erro.

O que acaba deixando claro que o Bing analisa este fato como um erro mesmo e o Google não veja isso como um grande problema. Mas antes que você pense: mas o Bing não é tão significativo para minhas visitas para eu me importar, pense que está cada vez mais difícil se conquistar visitas para um blog no Google e não é bom desprezar outros buscadores, mesmo por quê a situação pode mudar e o Bing começar a crescer mais, como já tem acontecido, pouco ainda mas já demonstra que pode roubar mais uma fatia desse mercado.

Outra situação é que mesmo para o Google, apesar de não considerar um erro clássico, pode lhe causar grandes prejuízos que explicarei mais adiante, mas antes explicarei como isso pode acontecer caso você não use técnicas de SEO para wordpress.

Como a Meta Description pode aparecer duplicada nos seus artigos

Quando você opta por um tema no WordPress, este já pode trazer algumas funções instaladas, sejam plugins ou mesmo funções escritas pelo desenvolvedor do tema.

O tema que escolhi para um blog novo que lancei, e não este aqui, já trazia uma função que pegava um trecho do texto do artigo e introduzia na meta description automaticamente.

Acontece que o mais correto é que você instale um plugin de SEO com o Yoast SEO para que você possa ter maior controle sobre o SEO do seu blog.

Aí é que vem a questão: o tema escolhido por você já inclui automaticamente a meta description, e se o faz, está preparado para suprimi-la caso seja instalado algum plugin que também o faça?

O tema que estava usando no referido blog não fazia essa análise e apesar de instalado o  plugin de SEO, com o qual eu posso introduzir a meta description escolhendo o texto manualmente o que me dá um controle melhor, o próprio tema continuou imprimindo também a meta description configurado nas suas funções.

Bem, mas vamos ao grande problema disso, mesmo que você não se importe com o fato do Bing apontar isso como erro e o Google parecer não se importar muito.

O que eu percebi depois da Webmaster Tools do Bing me apontar o erro, olhando no código, é que a meta description que estava aparecendo primeiro  era a introduzida pelo tema de forma automatizada e só depois aparecia a introduzida pelo plugin, e como consequência disso nas buscas do Google aparecia esta primeira ao invés da que eu escolhi o texto da forma que achava mais conveniente para o SEO de cada artigo.

O Google pode não acusar como erro o aparecimento de duas meta tags description, apesar de não ser correto, mas isso não significa que ele vá considerar as duas. O Google pega a primeira que encontra, e quando dei por mim percebi que todos os meus artigos não estavam indexados com as descrições que escolhi no plugin e sim as geradas automaticamente pelo tema.

Para minha sorte o blog ainda está no começo e só tem uns 20 posts e não tive muitos problemas ao consertar, para que aparecesse a descrição que eu queria realmente. Agora imagine um blog mais velho, já com centenas de artigos indexados ter que passar por esse processo!

Como corrigir o problema de Meta Description duplicada nos seus artigos

Infelizmente não existe um padrão e cada desenvolvedor de temas WordPress que inclua a meta description automaticamente pode fazê-lo de forma diferente.

Esta função pode estar no arquivo functions.php do seu tema ou mesmo em outro arquivo criado por ele especificamente para isso.

Se você tem um pouco de experiência com php você mesmo pode procurar, começando com o arquivo functions.php do seu tema. Se não achar, começar a garimpar os outros arquivos até encontrar.

Foi o que eu fiz, pois no meu caso a função estava dentro de uma sub-pasta junto com outros arquivos de configuração, então simplesmente comentei a linha que imprimia o código colocando duas barras no início.

Poderia ter apagado essa linha de código também que teria o mesmo efeito mas preferi não fazê-lo.

Bom, mas se você não tem intimidade com o php, é melhor não arriscar e tentar entrar em contato com o desenvolvedor do tema para que ele lhe diga onde está a função em questão.

Claro que se for um tema pago será mais fácil, pois provavelmente você terá suporte garantido, se for um tema gratuito, dependerá da boa vontade do desenvolvedor ou terá que encontrar alguém com experiência para consertar.

Vou passar uma dica teste que fiz e esta gerando bons resultados.

No meu Blog Harmonia Natureza removi a data, mês e o ano da postagem. Nesse caso por ser um blog de assuntos que não precisa ter datas é bem tranquilo, porém se for em um site de notícias ou que precise mostrar essas informações eu não indico.

Qual o motivo desse teste?

Com a eliminação da data vou ter mais espaço na meta descrição meta e jogar mais informações. Outro detalhe quando alguém faz uma busca no Google ele mostra também o dia, mês e ano da postagem. Sabemos que nenhum usuário gosta de ler artigos antigos e acredite muito usuário olha isso na hora da busca.

Outro detalhe o Google mostra os resultados com publicações mais novas e as mais antigas (conteúdo antigo) vai para as últimas páginas. Claro que existem alguns fatores para posicionar artigos antigos com os backlinks e a famosa autoridade do domínio também ajuda.

No meu teste e opinião pessoal a partir do momento em que você não tem nenhuma data, mês ou ano o seu conteúdo se torna fresco/novo para o Google e ele para um pouco de brincar jogando os artigos mais antigos para as últimas páginas. Pelo menos assim foi nos meus teste no blog que citei.

Outra conclusão/opinião por não mostrar a data, mês e ano o Google dá mais importância a outros
fatores, como links, conteúdos, CTR, experiência do usuário, etc.

No wordpress eu instalei o plugin Old Post Date Remover.

O Googlebot é inteligente o suficiente para decidir quando é hora de exceder seu limite de taxa de rastreamento para o seu site?

Não irá “exceder”, mas alocará automaticamente mais recursos para o seu site. Se você tem um site pequeno, não precisa se preocupar com isso.

Demanda de rastreamento

Mesmo que o limite da taxa de rastreamento não seja atingido, se não houver demanda por indexação, haverá baixa atividade do Googlebot.

https://webmasters.googleblog.com/2017/01/what-crawl-budget-means-for-googlebot.html

O meu site não esta aparecendo no Google mesmo colocando sitemap e robots.txt

De cara pensei foi penalizado pelo google e fiz todas as verificações e não encontrei nada de errado nem mesmo um aviso do google sobre penalização.

Nesse caso o blogueiro tinha a sua conta no search console tudo cadastrado certinho com o sitemap e robots.txt, porém não estava mais indexado no google e precisei verificar o motivo.

A pessoa que tinha feito o blog dessa pessoa eu não sei por qual motivo tinha colocado para o blog não ser indexado pelo Google.

<META NAME = “ROBOTS” CONTENT = “NOINDEX”>

E no robots.txt também tinha uma diretiva dizendo aos crawlers para não indexar o site.

Esse pequeno trabalho me rendeu na época R$ 350,00.


Agora que você aprendeu as técnicas de SEO para wordpress coloque em prática.

Técnicas De SEO Para WordPress Sem Complicação – Mais Desempenho
5 (100%) 5 votes
-->Aproveite e cadastre seu email abaixo para receber novas atualizações do site. Após colocar o seu email abaixo vai receber um email de confirmação de cadastro não esqueça de clicar.<--

Receba novidades no seu email:

Delivered by FeedBurner

4 Comments

  1. Michel junho 8, 2017
    • Claudio Gomes junho 8, 2017
  2. Jairo junho 9, 2017
    • Claudio Gomes junho 9, 2017

Deixe uma resposta

Digite abaixo a numeração *